Agrotóxicos, o perigo de consumi-los e como eliminá-los

Agrotóxicos

A menos que você esteja comprando frutas e vegetais exclusivamente orgânicos (e recomendamos que todos façam um esforço para comprar produtos orgânicos), lavar apropriadamente o produto que você compra é bastante importante. Isso porque os agrotóxicos presentes neles podem causar diversos danos à nossa saúde. Vale ressaltar que uma série de pesticidas são considerados neurotoxinas e podem afetar tanto os mamíferos quanto os humanos.

Inclusive, uma classe particular de produtos químicos, denominados organofosforados, foi desenvolvida como arma química durante a Segunda Guerra Mundial! Além do que, vários estudos divulgados ao longo do tempo demonstram uma conexão significativa entre os agrotóxicos e o desenvolvimento de doenças como Parkinson, Câncer, dentre outras.

O Brasil é um dos países que mais consome esse veneno, se tornando cada vez mais dependente deles. A Organização Mundial da Saúde juntamente com o Sistema Único de Saúde estimam que aproximadamente cerca de 500 mil pessoas por ano são contaminadas por aqui. Preocupante, não?

Justamente por isso se torna cada vez mais necessário que tomemos cuidado com os produtos que consumimos. Se possível, sempre escolha produtos orgânicos, pois eles são livres dos agrotóxicos e produzidos sem fertilizantes químicos. Eles provêm de sistemas agrícolas baseados em processos naturais, que não agridem a natureza e mantêm a vida do solo intacta.

Como eliminar os agrotóxicos de produtos não-orgânicos?

Sabemos que nem sempre é possível, por conta de uma rotina atarefada e um dia corrido, ter tempo e disposição para pesquisar com calma os locais que disponibilizam produtos orgânicos. Sendo assim, quando não for possível preferir os orgânicos, limpe suas frutas e vegetais para eliminar o máximo possível de química presente neles.

O Centro de Ciência e Meio Ambiente (CSE) diz que 75% a 80% dos pesticidas são eliminados do produto quando lavados por água fria. No entanto, frutas como uvas, maçãs, goiabas, ameixas, mangas, pêssegos e peras, além de vegetais frutados, como tomates, requerem duas a três lavagens, como também vegetais de folhas verdes, como espinafre e couve.

Certifique-se de fazer um trabalho minucioso e de limpar todas as fendas nas frutas e vegetais, onde os pesticidas podem se acumular.

Solução de água salgada

Usar uma solução de sal para lavar o seu produto pode remover resíduos ainda maiores que a água sozinha. Misture duas colheres de chá de sal em quatro copos de água morna e mexa para dissolver.

Uma vez frio, mergulhe o produto na solução por 30 a 60 minutos, depois enxágue e esfregue sob água fria. Este método não é ideal para frutas frágeis como berries (frutas vermelhas), que podem ser danificadas pela imersão e acabam por absorver o sal. Para estes, uma simples remoção de água fria e enxágue é melhor.

Vinagre embebido

O molho de vinagre é uma alternativa à água salgada. Se você não tem vinagre, o suco de limão também fará o truque.

Encha uma tigela grande com quatro partes de água e uma parte de vinagre. Mergulhe suas frutas e vegetais durante 30 a 60 minutos antes de enxaguar e esfregar completamente com água fria. Este processo também manterá sua comida fresca por mais tempo, evitando a deterioração.

 

Embora essas dicas de limpeza naturais certamente ajudem a reduzir a quantidade de pesticidas que você ingere, nenhum método de lavagem é 100% efetivo para a remoção de todos os resíduos de pesticidas. A única maneira de garantir que você não está sendo exposto a produtos químicos perigosos é comprar orgânicos, ou mesmo plantar o seu próprio, o que é ainda mais saudável e sustentável!

Com alguns reajustes na rotina conseguimos melhorar nosso estilo de vida, tendendo à uma alimentação mais natural, simples e extremamente benéfica. Experimente aplicar essas pequenas mudanças e veja por si mesmo!

Cama De Gato - Crafta

Cama De Gato – Crafta

Comprar

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *