Amigos do planeta: conheça artistas plásticos que dedicam as suas obras ao ativismo ambiental

amigos

Obras de arte são, além de admiráveis, excelentes ferramentas de comunicação. Os artistas colocam um pouco de si em seus trabalhos e enviam mensagens que impactam as pessoas através de sua essência. Hoje, selecionamos artistas plásticos que são amigos do planeta e através do que expõem, passam uma mensagem importante.

Artistas plásticos que são amigos do planeta

Agnes Denes

O trabalho mais conhecido desta artista, pioneira na arte ambiental, é o campo de trigo. Ele foi criado durante um período de seis meses, na primavera, verão e outono de 1982, quando Denes, com o apoio do Fundo de Arte Pública, plantou um campo de trigo dourado em dois acres de aterro coberto de escombros, perto de Wall Street e do World Trade Center, em Manhattan (agora o local do Battery Park City e do World Financial Center), nos Estados Unidos. A obra é um forte ato discursivo para demonstrar que um terreno baldio pode ser útil. Após o plantio, mais de mil quilos de trigo foram colhidos e distribuídos para 28 cidades ao redor mundo.

Mierle Laderman Ukeles

Desde 1976, a feminista Mierle Laderman Ukeles é artista residente do Departamento de Saneamento da Cidade de Nova Iorque. Seu trabalho incorpora o diálogo e a participação da comunidade em torno de questões centradas na vida e na sustentabilidade. Ela chamou a atenção para a manutenção dos sistemas ecológicos urbanos em geral, para a transferência de materiais usados ​​e recicláveis ​​e para a vida de trabalhadores de manutenção diária.

Wendy Osher

O projeto ecocolaborativo de Wendy conectou mulheres de todo mundo utilizando sacos plásticos como matéria-prima para fazer crochê em formato de mamas. Osher juntou os componentes para fabricar uma forma colorida e orgânica atraente, para chamar a atenção para as toxinas que escoam para águas internacionais. A obra se destina a aumentar a consciência social sobre a importância de corrigir a contaminação da água.

Frans Krajcberg

Krajcberg luta e grita contra o que chama de barbárie do homem contra o homem e do homem contra a natureza. “A minha vida é essa, gritar cada vez mais alto contra esse barbarismo que o homem pratica”. Ele faz da sua arte um grito de revolta ao transformar restos de troncos e galhos calcinados após queimadas em esculturas. “Quero que minhas obras sejam um reflexo das queimadas. Por isso, uso as mesmas cores: vermelho e preto, fogo e morte”.

Nele Azevedo

O projeto mais famoso de Nele é o “Melting Men”. A obra consiste na instalação de centenas de bone00quinhos de gelo. O trabalho tem como foco um dos assuntos mais urgentes que ameaçam a nossa existência: os efeitos das mudanças climáticas.

Eduardo Srur

Este artista incrível realiza intervenções urbanas que chamam atenção de milhões de pessoas para a questão ambiental. A inserção de suas obras no cotidiano da cidade, faz com que os expectadores reflitam, mesmo que por um breve momento, sobre as questões propostas. Srur transita entre a fotografia, escultura, vídeo, performance, instalações e intervenções urbanas. Suas obras são bem-humoradas, porém impactantes e com forte dimensão crítica.

O mais bacana é perceber como as pessoas tem se conscientizado cada vez mais e tem se preocupado em sair de suas zonas de conforto para mudar a situação crítica do mundo. Tudo de Bemglô!

Almofada Jeans Bordado Cometa - Rede Asta

Almofada Jeans Bordado Cometa – Rede Asta

Comprar

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *