Atletas paralímpicos: campeões da vida

atletas paralímpicos

Antigamente, acreditava-se que o esporte era indicado e permitido apenas às pessoas que estivessem dentro de um determinado padrão de saúde física e motora. O conceito de existirem atletas paralímpicos estava longe de ser compreendido. Qualquer indivíduo que não correspondesse, estava desaconselhado à essa prática.

Foi o caso do Mestre Hélio Gracie (1913 – 2009) que, devido à sua saúde frágil, teve que se contentar em assistir seus irmãos treinando o Jiu-Jitsu, até que um dia a vida lhe deu a oportunidade de ouro: um importante futuro aluno procurou a academia Gracie e, na falta dos irmãos que eram efetivamente os professores, ele pôde colocar em prática todo o conhecimento que havia acumulado, provando sua capacidade e tendo, então, a permissão para treinar.

Com a prática, Hélio aperfeiçoou as técnicas originais japonesas, dando ênfase à movimentos simples e utilizando o princípio da alavanca. Criou, assim, o Jiu-Jitsu Brasileiro, e que hoje é praticado e admirado em todo o planeta. Incrível, não?

Atletas paralímpicos: o poder do esporte

Hoje em dia já se entende que não há nenhum problema de saúde e nem mesmo físico, que impeça a prática de esportes. As Paralimpíadas surgiram em 1960, logo após as Olimpíadas de Roma e são grandes eventos que reúnem milhares de atletas de todo mundo, nos emocionando a cada quatro anos.

O número de paratletas vem aumentando a cada edição do evento, assim como o prestígio do público, encantado pela capacidade de superação, personificada em cada um dos atletas paralímpicos. Nunca me esqueço da partida de basquete que pude assistir com minha família, o coração quase saindo pela boca (rs!).

O Brasil, inclusive, ja é uma grande potência que tem subido ao pódio, ficado sempre nos primeiros lugares das competições, você sabia?

Os atletas paralímpicos são exemplos e inspiração para qualquer pessoa, deficiente ou não. Eles mostram que nada é impossível, seja na vida comum, ou em competições. Essa é a beleza do esporte demonstrando a importância de práticas como as que mencionamos aqui, nas Quartas Gloriosas, durante esse mês.

Todos nós nos deparamos com obstáculos constantemente.  A superação é uma qualidade nata do ser humano, muitas vezes adormecida e o esporte nos ensina, através do fortalecimento psicológico, a focar no objetivo e superar os desafios.


Esses atletas nos inspiram! Praticar atividade física é viver bem e feliz, é se superar a cada dia. Escolha seu esporte e divirta-se!

Como disse São Francisco de Assis:  “Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível e de repente você estará fazendo o impossível. ”

No próximo mês, vamos falar sobre a natureza. Sua importância em nossas vidas, seus benefícios e como podemos cuidar melhor dela, que é a nossa Mãe. Não perca!

Beijos,

 

Reprodução Coração 2 de Thamy Albrecht

Reprodução Coração 2 de Thamy Albrecht

Comprar

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *