Carnaval em Olinda e o respeito à mulher: não é não!

Carnaval em Olinda

Um dos destinos mais amados pelos foliões que esperam por essa época do ano, o carnaval em Olinda é motivo de muita alegria, brincadeiras e, neste ano, levantará bandeiras importantíssimas na busca de um carnaval sem assédio e com mais respeito às mulheres.

Em 2017, uma ação promovida por um coletivo no Rio de Janeiro distribuiu tatuagens às mulheres durante o carnaval com os dizeres “Não é não!”. Essa foi a maneira que encontraram de deixar clara uma mensagem que não deveria ser tão difícil assim de se entender. Usaram a informação, o empoderamento e as tatuagens temporárias como instrumentos contra o assédio. E a ideia deu tão certo, que outros estados decidiram implementá-la, especialmente Pernambuco.

Estampar a mensagem no próprio corpo é uma maneira eficaz e poderosa de passar a mensagem de que o respeito é a base primordial para qualquer atitude.  Além disso, acaba-se criando uma rede de apoio para que as mulheres possam se identificar através da tatuagem, fazendo com que se ajudem e se protejam contra o assédio.

Direito das mulheres em foco durante o carnaval em Olinda

Todos os anos, foliãs que curtem o carnaval em Olinda passam por inúmeras situações de assédio. Para tentar frear os abusos, coletivos de mulheres e o poder público investirão em centrais de acolhimento e campanhas de conscientização que já estão a todo vapor.

Por conta de toda a revolta com os constantes casos de abusos sofridos por mulheres cis e trans no carnaval em Olinda, os coletivos Meu Recife e o Mete a Colher decidiram unir suas forças e criaram uma maneira inovadora de denúncia. A plataforma #AconteceuNoCarnaval existe desde 2017, onde em um site as vítimas relataram casos de abuso, além de realizarem ações nas ruas, distribuindo materiais.

Porém, em 2018 a ferramenta ganhou uma novidade pra lá de interessante: um WhatsApp para receber relatos de foliões que presenciaram ou sentiram na pele a violência de gênero. Além de contarem suas histórias, as vítimas receberão orientações sobre o aparato jurídico e onde procurar ajuda, como em hospitais de referência.

A ideia central é dar visibilidade ao problema e cobrar respostas do poder público.

Assim, todos poderão curtir as principais atrações do carnaval pernambucano sem medo e com foco no principal: a diversão! Curta o Galo da Madrugada, experimente dançar um bom frevo, fantasie-se e visite o Recife Antigo. E é claro, se tiver um tempinho, aproveite para desfrutar de uma boa praia, como a do Farol.  Pernambuco espera por você de braços abertos, com os votos de que neste carnaval os direitos das mulheres prevaleçam!

Para quem pretende curtir o carnaval em Olinda, fique ligado nas campanhas contra o assédio e engaje-se! Vamos promover o respeito. Afinal, “Não é não!”.

 

Brinco Franja Duplo Verde Escuro - Rede Asta

Brinco Franja Duplo Verde Escuro – Rede Asta

Comprar

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *