Comida crua: saiba mais sobre a Raw food

comida crua

Além da preocupação com o mundo e com o meio ambiente no futuro, surge cada vez mais a preocupação com a nossa saúde e a ligação que a alimentação tem com o bem estar e o bom funcionamento dos órgãos. As teorias e os estilos de vida são muitos e dentre eles existe uma possibilidade que faz todo sentido: a alimentação com comida crua, que ganha cada vez mais adeptos e é uma excelente maneira de aproveitar todos os nutrientes do que comemos.

A Raw food, comida crua ou viva

Em minha última viagem, estive em um lugar incrível chamado “The Sacred Space”. Lá, é possível participar de eventos voltados para o bem estar, práticas  holísticas e aproveitar o “Plant food+Wine”, que é o restaurante do chef Matthew Kenney, onde as estrelas são alimentos “vivos” (ou crús) e vinhos orgânicos.

Mais do que uma opção alimentar, a Raw food (comida crua, em inglês) é um estilo de vida que além de fazer bem para o organismo, poupa o meio ambiente em diversos aspectos. Segundo a nutricionista e fundadora do restaurante “Raw Gourmet saudável” (Porto Alegre), Melissa Suarez, “no cozimento, a gente perde enzimas e elas são essenciais para manter o metabolismo saudável. Elas são as chavezinhas de todas as rotas metabólicas, então precisamos delas íntegras,assim como os minerais e as vitaminas.” Logo, quando comemos o alimento em sua forma mais natural possível, utilizamos melhor os nutrientes, precisamos demenos remédios e poluímos menos o ambiente, já que respeitamos as colheitas dos alimentos e usamos menos processos industriais.

Muita gente pensa que comida crua é sinônimo de saladas ou preparações sem graça. A verdade é que neste tipo de alimentação é permitido aquecer os alimentos a uma temperatura que varia de 47ºC a 50 ºC – máximas que as mucosas da boca suportam. Dentro desta faixa de temperatura, o alimento mantém as enzimas ativas, além das vitaminas e minerais íntegros. Além do aquecimento, existe outra forma de preparo conhecida como “cruzimento”, que consiste em usar as mãos, sal e limão. O segredo é deixar marinar, até que intensifique o sabor.

Existe uma imensidão de possibilidades na hora de utilizar ingredientes puros, isento de processos que eliminam os seus nutrientes. As opções vão desde vegetais e frutas até patês de sementes e molhos para saladas. Para quem faz cara feia só em pensar eu prometo: os sabores são incríveis e a sensação de bem estar após este tipo de refeição é única.

Ao analisar práticas como esta, só consigo pensar no quanto temos a ganhar para nós mesmos e para o mundo. Aos poucos chegamos lá! 😉

Beijos,

Cama De Gato - Crafta

Cama De Gato – Crafta

Comprar

 

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *