Desperdício de alimentos

desperdício de alimentos

Tema chave dentro da discussão sobre sustentabilidade, o desperdício de alimentos, é nosso assunto de hoje.

Se não houvesse desperdício não haveria fome neste planeta. Simples assim. Um em cada nove pessoas no mundo passa fome.

Segundo a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), cerca de 30% de TODO o alimento que é produzido no Brasil – e esta é uma média mundial – é perdido antes de chegar à mesa. Em quantidade, isso equivale a 41 mil toneladas POR DIA, que literalmente vão para a lata do lixo. Na Europa os índices são um pouco menores, como também no Japão, mas são maiores, 35%, nos Estados Unidos. No mundo todo mais de UM BILHÃO DE TONELADAS de alimento é desperdiçada anualmente. E não estamos falando dos outros desperdícios como água, energia…

Sempre, dá pra fazer sua parte nessa história. Desde compras mais racionais onde você planeja e consome tudo o que comprou e NADA vai para o lixo, passando por aprender novas receitas que incluam partes dos alimentos que vc normalmente joga fora, até frequentar supermercados, restaurantes e outros entrepostos que tenham políticas de reaproveitamento de sobras, destinando-as a doações ou projetos de reutilização, além de perder o preconceito de comprar produtos mais “feios”.

Nos Estados Unidos e em Portugal, por exemplo, já existem cooperativas que revendem este tipo de alimento (mais feinho), com cerca de 30% a 40% de desconto. São comprados diretamente dos produtores e chegam a pessoas que se cadastraram para estas compras. Normalmente são mais saborosos por conter menos agrotóxicos ou outros produtos químicos.

No Brasil, ONGs com o Banco de Alimentos, tem feito este trabalho fundamental de levar as sobras de alimentos de um local, para outros que tem carência deles.

No Rio de Janeiro, durante os Jogos Olímpicos, uma iniciativa sensacional neste sentido trouxe o chef do melhor restaurante do mundo, além de grande porta-voz da causa contra o desperdício de alimentos, Massimo Bottura, para cozinhar os excedentes dos buffets para o público e pessoas carentes: o Reffetorio Gastromotiva.

Até mesmo a doação direta para necessitados ou moradores de rua também ajuda. Lembro que minha mãe sempre doava o que sobrava das refeições da minha casa, no interior de São Paulo, para um morador de rua, que passou a ir diariamente se alimentar lá. Ele adorava o tempero caseiro e minha mãe passou a não jogar mais nenhuma comida no lixo.

Convido você a começar hoje vendo algumas receitas de reaproveitamento de sobras e como utilizar partes pouco comuns dos alimentos como castas, talos, folhas e sementes em seu dia-a-dia.

Até a próxima!

Sandália Feminina Green Flip Flop

Sandália Feminina Green Flip Flop

Comprar

 

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *