Destinos acessíveis pelo Brasil

destinos acessíveis

De acordo com dados do IBGE, 45,6 milhões de pessoas em nosso país têm algum tipo de deficiência, o que equivale a aproximadamente 24% da população. No entanto a falta de acessibilidade está por todos os lados das cidades brasileiras, desde os transportes públicos, hotéis, restaurantes e até mesmo nas universidades. Não é de se admirar que na hora da viagem, essa parcela da população tenha bem mais fatores para se levar em conta na hora de escolher destinos acessíveis para se visitar.

Milhares de pessoas viajam anualmente a passeio no mundo e oferecer opções de acessibilidade pode aumentar ainda mais esse número, o que melhora a economia e ajuda a tornar os sonhos de diversas pessoas mais tangível.

É preciso ter em mente que destinos acessíveis atraem mais turistas! Portanto, é necessário haver investimento em tecnologias aplicadas nos pontos turísticos, pois isto facilita o acesso de pessoas com deficiência visual, auditiva, cognitiva e com mobilidade reduzida. Além disso, idosos, gestantes, crianças e pessoas com dificuldade de locomoção também desfrutam dos destinos acessíveis e seus atrativos, que proporcionam inesquecíveis experiências de viagem.

No Brasil existem diversos destinos acessíveis para turistas com deficiências. Confira!

Destinos acessíveis para conhecer na próxima viagem

Rio de Janeiro (RJ)

Graças à Paralimpíada, o Rio de Janeiro se tornou um dos destinos brasileiros mais acessíveis. Entre outros atrativos, o turista com deficiência consegue acessar o Pão de Açúcar e o Cristo Redentor. O Ministério do Turismo investiu na cidade R$ 75 milhões em obras que oferecem estruturas adaptadas.

Salvador (BA)

A capital baiana mostra que ser antiga não significa ser inacessível. Boa parte do centro histórico da cidade, que é patrimônio cultural da humanidade, já oferece condições de visita para pessoas com deficiência. Guias rebaixadas, rampas e elevadores são atalhos para escadarias e ladeiras da arquitetura que no passado pouco considerava a pessoa com deficiência.

Foz do Iguaçu (PR)

Localizada na fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai, foi pioneira no turismo de inclusão. A cidade é um dos destinos com maior número de pontos turísticos acessíveis, inclusive as Cataratas do Iguaçu. Os turistas mais radicais encontram até salto de paraquedas para pessoas com deficiência física.

 

São Paulo (SP)

A capital paulista conta com mais de 300 atrativos totalmente acessíveis, entre eles o Memorial da América Latina. O Museu do Futebol tem visitas guiadas com áudio-guias para cegos, totens em braile, maquetes táteis, imagens em relevo, piso tátil e acesso para cadeirantes. Para a locomoção vale lembrar que o metrô também é acessível.

Fortaleza (CE)

A capital cearense lançou, no início deste ano, uma iniciativa que coloca à disposição esteiras e cadeiras anfíbias para idosos, pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. No local, é possível, ainda, praticar vôlei e frescobol adaptados. No calçadão também foram instaladas rampas acessíveis, faixa de pedestre, vagas públicas para pessoas com deficiência e uma academia ao ar livre com estação de exercícios físicos exclusiva para cadeirantes.

 

Para ficar ainda mais por dentro deste tema, conheça o Destinos Acessíveis, blog da administradora e blogueira Amanda Brito, que fala sobre como é ser cadeirante e viajar pelo nosso país. Clique aqui!

 

 

Capa de Almofada Corcovado - Rede Asta

Capa de Almofada Corcovado – Rede Asta

Comprar

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *