Dicas de culinária: O Amor e as Panelas

Dicas de culinária

O aconchego pede fogo. O amor é morno. As paixões pegam fogo. O fogo se manifesta com as pulsações do corpo. O fogo do corpo pode ser alimentado pelo calor de uma fogueira, de uma lareira, de velas acesas, mas sobretudo, o que não pode faltar: o fogão aceso e uma panela sobre ele.  Por isso, hoje as dicas de culinária estão repletas de amor!

O amor remete ao cuidado e oferecer a comida a quem ama é um gesto nobre e espontâneo entre os humanos. Fazemos isto para festejar e perpetuar a vida na pessoa amada. Cuidar da alimentação significa cuidar da vida fornecendo nutrientes energéticos para que continuemos a pulsar por longo tempo.

As panelas são ferramentas essenciais na hora de preparar os alimentos. Em muitas casas a qualidade do alimento comprado é excelente, mas isto não basta para uma refeição saudável.

Quais as piores e as melhores panelas? Esta é uma pergunta frequente que me fazem no consultório. Respondo que as piores com certeza são as de alumínio e as revestidas por teflon, quando arranhadas. Mas, vamos lá quanto a descrição das panelas mais usadas no dia a dia da população. Confira as dicas de culinária de hoje:

Dicas de culinária: as panelas mais usadas no dia a dia

Panelas de vidro

São resistentes e duráveis e não liberam nenhuma substância química para o alimento. São ideais para o preparo de molhos e sopas. São bonitas e nos permitem ver o andamento do cozimento devido a sua transparência. Ecologicamente são as melhores, pois são totalmente recicláveis. O inconveniente é que elas não conduzem tão bem o calor para o interior do alimento, que pode queimar mais rapidamente.

Panelas de Cerâmica

Adquirem uma superfície homogênea com aspecto vítreo que facilita a higiene do alimento e a limpeza após o seu uso. Demoram mais tempo para esquentarem e esfriam mais lentamente. São bonitas e por isso podem muito bem sair do fogão para a mesa, com a vantagem de manterem a comida quente por mais tempo. Na hora de comprá-las é importante reparar se têm certificação de que os corantes usados na sua vitrificação não tenham chumbo e nem cádmio, que são metais tóxicos que se desprendem durante o preparo dos alimentos.

Panelas Esmaltadas ou de Ágata

São indicadas desde que estejam íntegras, ou seja, não lascadas ou arranhadas. Também mantêm o calor por mais tempo e são mais indicadas para o cozimento e não para as frituras. São bonitas e decorativas. Quando houver algum dano no esmalte, jogue-a fora.

Panelas Inox

Duram por muito tempo, são pesadas, mantêm o calor do alimento preparado por um bom tempo. Não liberam substâncias tóxicas. Não devem ser raspadas com nenhum metal ou esponjas de aço. Ideal para cozimentos.

Panelas de Ferro

Indicadas para quem tem anemia e contra-indicadas para quem tem excesso de ferro no organismo, pois liberam este mineral durante o cozimento do alimento. São indicadas para vegetarianos e para mulheres que têm maior fluxo menstrual. São muito usadas no interior do Brasil e são tradicionais para a cozinha mineira. Quanto mais ácido o alimento maior a liberação de ferro durante o seu preparo.

Panelas de barro

Não liberam tóxicos e mantêm o aquecimento do alimento por mais tempo. São charmosas e decorativas para irem à mesa. Energeticamente, na panela de barro o elemento Terra (do barro) e o elemento Fogo (do fogão) se juntam, ajudando a criar um ambiente de equilíbrio ao alimento preparado. O único problema é em relação à higiene e a possibilidade de acumular bactérias quando não forem bem lavadas.

Panelas Antiaderentes – Teflon

Têm que estar absolutamente íntegras, sem ranhuras, pois são feitas do material chamado politetrafluoretileno, que é um plástico tóxico, teoricamente estável quando aquecido até 200 graus. De acordo com a Environmental Working Group, as panelas de teflon quando arranhadas ou lascadas, liberam substâncias tóxicas que entram em contato com o nosso organismo, permanecendo nele por longo tempo, provocando danos ao fígado, à tireoide e ao sistema imunológico. A degradação térmica destas panelas leva à liberação de substâncias tóxicas capazes de permanecer por longo tempo no ambiente. Não devem ser lavadas com escovas de aço ou raspadas com algum talher. Para sua limpeza use só água, esponja e detergente.

Panelas de Alumínio

São as mais usadas pela população, por serem as mais baratas. O alumínio, no entretanto, tem estreita relação com a maior incidência de Alzheimer, Parkinson e Hiperatividade infantil. Diversos fatores podem facilitar a liberação do alumínio da panela para o alimento preparado, entre eles são: a acidez e alcalinidade dos alimentos, a qualidade da liga de alumínio usada na sua fabricação, o desgaste da panela que ocorre com o tempo, o tempo de duração do cozimento, o sal e o açúcar presentes na receita. Molho de tomate e o café, durante seu preparo, são mais susceptíveis à liberação do alumínio da panela para o alimento.

 

Para completar as dicas de culinária, tenha em mente que todas as panelas devem ser lavadas somente com esponja, sabão ou detergente neutro. Não devem ser raspadas com esponjas de aço e nem com talheres.

 

Conjunto Jogo Americano Fuxico - Rede Asta

Conjunto Jogo Americano Fuxico – Rede Asta

Comprar

2 Comments

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *