Dicas para iniciar uma dieta vegetariana

dieta vegetariana

Quantas pessoas vegetarianas você conhece? Você pode ter notado que este número tem aumentado. Talvez por hoje ser cada vez mais fácil encontrar informação sobre isso, o que contribui para parar de comer carne deixar de ser tabu. Os restaurantes passaram a oferecer mais opções para quem segue a dieta vegetariana, assim como o número de produtos nos mercados aumentou, mas se tornar vegetariano nem sempre é uma coisa simples. Por isso, algumas etapas são necessárias e listamos abaixo algumas dicas para te ajudar a iniciar uma dieta vegetariana.

Como começar uma dieta vegetariana?

Sem pressa

Você pode ter diversos motivos para banir a carne de sua alimentação. Questões políticas, direitos dos animais, ou simplesmente a busca por ter uma rotina mais leve. Isso, na verdade, não importa. Cada um tem o seu motivo e deve ser respeitado. Mas mesmo com motivos sólidos, podemos desistir no meio do caminho e voltar a comer um pedaço daquela carne no almoço de domingo. E esse deslize faz com que a gente volte na estaca zero da nossa contabilização imaginária durante a tentativa de ingressar numa dieta vegetariana.

A questão é que comer esse pedaço de carne naquele almoço de domingo quando bate uma vontade não precisa ser um problema. A transição de uma alimentação carnívora para vegetariana age em cada um de uma maneira, mas pode ser muito difícil. E nesse caso, não tenha pressa. Vá diminuindo aos poucos. Você não precisa parar com todo tipo de carne de uma só vez. Algumas são as formas que você pode fazer isso:

  • Não comer nenhum tipo de carne em apenas um dia na semana, como por exemplo toda segunda-feira. E aos poucos esses dias vão aumentando para dois na semana, três…
  • Depois de somente um dia, você pode intercalar por semanas. Uma totalmente sem carne, outra com sua alimentação regular. Assim consegue comparar como se sente nas diferentes semanas.
  • Parar de ingerir um tipo de carne por vez. Que tal fazer um mês sem carne vermelha? Até dois se for necessário. Depois no mês seguinte, corte o frango e quando se sentir confortável está pronto para cortar o peixe.

O importante é que independente do método que você utilizar, não se culpabilize quando houver deslizes e precisar recomeçar a dieta vegetariana. Parar de comer carne não deve ser encarado como penalização ou obrigação.

Passe a comer bem

Se já encontrou seu método ideal, é a hora de substituir. Não adianta parar de comer carne se não passar a comer a base de uma dieta vegetariana: os vegetais. Infelizmente muitas pessoas têm problemas com eles, mas parte de ser vegetariano é valorizar a beleza desse tipo de alimento, descobrir receitas incríveis com eles e como um prato colorido é delicioso. Além disso, é preciso que os benefícios que estávamos acostumados a encontrar apenas na carne sejam buscados nos alimentos da terra. Brócolis é uma rica fonte de proteína, por exemplo.

Todo tipo de leguminosa deve ser consumido em maior quantidade. Todos os tipos de feijões, ervilha, lentilha e o famoso grão-de-bico são ricos em proteínas e ferro. Você precisará se habituar a ter em seu prato sempre as folhas verdes: rúcula, couve, agrião, todas as fontes de ferro também, pois são capazes de prevenir a anemia. Não podemos deixar de citar a soja, fonte de proteína muito utilizada na dieta vegetariana. Mas não pense que você deverá comer apenas um desses alimentos, como costumava consumir a carne. Optar por uma dieta vegetariana é inevitavelmente optar por variar o cardápio sempre.

Cozinhe em casa

Outro hábito que vem junto com o vegetarianismo é o de sempre cozinhar suas próprias comidas em casa. Isso porque, apesar de muitos restaurantes oferecerem opções vegetarianas, comer na rua é uma batalha diária. Pode ser muito exaustivo encontrar tais restaurantes ou lugares em que um lanche vegetariano tenha um preço acessível. O mais comum, quando desprevenido, é que na rua a única opção sejam lanches de queijo, pizza de queijo, pastel de queijo… Não muito saudável, não é mesmo? Então aprenda a cozinhar em casa e se divirta com isso! Mais uma vez, não como penalização, mas como uma oportunidade de fazer bem para si próprio.

Confira abaixo uma receita fácil, 100% sem origem animal e de um lanche que a gente ama: o hambúrguer.

Hambúrguer vegetariano

Foto e receita por: Gordelícia (http://gordelicias.biz)

INGREDIENTES

1 xícara de lentilha crua

1 dente de alho grande picado

1/2 cebola picada

1/2 xícara de cheiro verde picado

1 colher de sopa de azeite

1 colher de chá de sal

1 colher de chá de cominho

1/2 xícara de farinha de trigo

Preparo

Cozinhe a lentilha com pelo menos 4 xícaras de água, em fogo médio, por aproximadamente 30 minutos.

Escorra bem a água da lentilha e coloque-a numa tigela. Adicione o alho, a cebola, o cheiro verde, o azeite, o sal, tempere com cominho a gosto, e misture, amassando de leve alguns grãos.

Acrescente a farinha de trigo aos poucos, até dar o ponto de modelar. Quanto menos farinha melhor para preservar o sabor.

Divida a massa e modele os hambúrgueres. Passe um fio de óleo nas mãos para não grudar.

Leve ao freezer por 1 hora e em seguida estará pronto para dourar na frigideira.

 

Cesta de Pão Patchwork P - Rede Asta

Cesta de Pão Patchwork P – Rede Asta

Comprar

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *