A dieta do inverno

Livro As Cinco Estações do Corpo

Livro As Cinco Estações do Corpo – inverno

Comprar

Dando prosseguimento à “Dieta das Estações”, chegou a hora do inverno. Nesta estação a atenção especial é para os rins. A vulnerabilidade emocional é para o medo.  Na visão energética chinesa, os rins englobam as glândulas suprarrenais e os órgãos reprodutores (testículos e ovários).  A energia dos rins é relacionada aos hormônios sexuais, à coragem, à audácia e criatividade. Os rins são nossas raízes. São vistos como nossa bateria geradora de energia que alimenta o calor e o movimento. Na baixa de energia dos rins afloram as inseguranças. Dor lombar, frio em pés, nas mãos, na região genital, fadiga e diminuição da libido tem a ver com a deficiência energética dos rins. Imunidade e força dos ossos também estão diretamente relacionadas aos rins, suprarrenais, testosterona e estrogênio. Uma dieta energeticamente adaptada para o inverno prioriza alimentos que, segundo a dietética chinesa, ativam os rins, aquecem o corpo, fortalecem a imunidade e ajudam na resistência e coragem.

Dieta do Inverno

Para o café da Manhã:

Iniciar o dia com 1 copo de água morna, para remover mucos (catarros,  pigarros), estimular o intestino e a diurese (efeito diurético).

Para comer de manhã, a melhor opção é uma Raiz cozida (150 g) – mandioca, batata doce, ou batata baroa.

Outras opções no lugar da raiz: tapioca  feita com 3 colheres de sopa de sua goma hidratada ou 2 fatias de pão integral.

Para passar no pão ou rechear a tapioca: ricota temperada com salsa e cebolinha ou queijo de búfala ou de cabra (até 40 g)

Para beber: suco feito com ½ cenoura, 2 folhas de couve, caldo de 1 limão ou 1 laranja, 1 colher de chá de gengibre ralado e 1 copo de água. Bater e coar. O dia que não fizer o suco, pode substitui-lo por uma fatia de mamão ou 1 laranja (com o bagaço) ou 2 figos.

Café, chás (preto, mate, verde, vermelho, maçã com canela) ou guaraná em pó (uma colher de chá), podem fazer parte do café da manhã como “estimulantes” da atenção e do gasto calórico. Aceleram o metabolismo.

Almoço:

Faça seu prato nas seguintes proporções: divida o prato em 4;  a metade do prato será ocupada proteína, ¼ do prato será para as leguminosas e/ou cereais  e o outro ¼ será reservado para as verduras e legumes (variando entre os vegetais folhosos, chuchu, abobrinha, berinjela, palmito, tomate, abóbora, nabo, cenoura, beterraba). O peso da comida no prato não deve ultrapassar 400 gramas. Procure observar este nos restaurantes “a quilo”.

Proteínas indicadas: carne, peixe ou frango (coxa ou peito, sem pele), camarão, to-fu, cogumelos – de preferência ensopados ou cozidos com cebola e alho. Açafrão, curry, mostarda e pimentas, são temperos quentes (Yang) indicados.

Leguminosas (ou grãos) e cereais – feijões de todos os tipos, lentilha ou grão de bico, arroz integral, milho, quinoa.

Legumes e verduras cozidos ou refogados – usar mais cebolinha, salsa, orégano, manjericão, alho poró e pimentas.

Jantar:

Para emagrecer, o ideal nesta estação é resumir o jantar a uma sopa. Procure fazer as chamadas “monosopas”, ou seja, sopa de um só legume. Como temperos, use mais nós-moscada, gengibre, açafrão, alho, cebola, coentro, salsa e cebolinha.

Sopas sugeridas: sopa de cenoura, sopa de abobrinha, sopa de abóbora, sopa de batata baroa, sopa de cebola, sopa de couve-flor, missoshiro.

Outra opção no lugar da sopa é comer uma fonte de proteína (carne, peixe, ave, ovo, tofu ou cogumelos) acompanhada de vegetais folhosos refogados e uma  raiz cozida (mandioca, batata doce, mandioquinha ou inhame).

Nos intervalos da manhã e da tarde:

Entre as refeições principais coma 1 fruta. Escolher entre: 1 tangerina ou lima da Pérsia ou 1 pêssego ou 2 figos ou 10 uvas ou 3 damascos secos ou 2 nozes ou castanhas do Pará. Outra opção para um dos intervalos: 100 calorias (ver no rótulo) de biscoitos de arroz.

Chás quentes estimulantes da energia dos rins são indicados: entre eles, chá de ginseng, marapuama, anis estrelado, catuaba, gengibre, cravo e canela.

Até a próxima!

Dr. João Curvo

 

 

 

1 Comment

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *