Festival Online “My French Film Festival”

festival

Ainda dá tempo de conferir os filmes franceses incríveis do festival online “My French Film Festival” e é essa a nossa dica cultural desta semana.

Quem gosta de cinema e acompanha nomes importantes sabe que o cinema francês ocupa um lugar de destaque no cenário europeu e mundial. Graças a movimentos revolucionários como Nouvelle Vague, obras-primas como a “A Grande Ilusão”, obras contestadoras como “O ódio” e filmes que caíram nas graças do grande público como “O fabuloso destino de Amélie Poulain”, essa evidência foi conquistada com louvor.

O festival

A mostra tem como objetivo dar foco aos novos olhares do cinema em língua francesa disponibilizando todos em um site. O Festival chega a sua sétima edição neste ano e espectadores do mundo inteiro podem assistir sem sair de casa através do site http://www.myfrenchfilmfestival.com/pt/.

No total, é possível conferir 10 longas e 10 curtas que estão nas mostras competitivas, mais 3 longas e 6 curtas fora da competição. O que não falta é filme bom para conferir! Os filmes foram divididos em eixos temáticos que refletem a diversidade do cinema francês. Logo, estão agrupados filmes sobre questões femininas (A Woman’s Life), filmes sobre a transição da infância para a vida adulta (Coming of Age), filmes sobre personagens atormentados (Psycho), filmes que abordam relações familiares (We Are Family) e filmes sobre relações afetivas (Love & Friendship).

Entre os destaques da mostra competitiva estão o drama Bang Gang (Une Histoire D’Amour Moderne), que apresenta um retrato das descobertas de sexualidade na adolescência; o drama romântico Marguerite & Julien: Um Amor Proibido, trágica história de amor entre dois irmãos exibida no Festival de Cannes de 2015; o drama familiar Préjudice, com Nathalie Baye no elenco; e o curta-metragem Violence en Réunion, estrelado por Vincent Cassel.

Há ainda a mostra Midnight Screenings, dedicada a filmes mais controversos focados em temáticas sexuais e violentas, e a presença de clássicos como o fundamental Cléo de 5 à 7 (1962), da cineasta Agnès Varda, uma das obras mais importantes da Nouvelle Vague. O curta 4XD – Françoise Dorléac (1964), dirigido pelo escritor Philippe Labro, está presente na seleção para homenagear a atriz Françoise Dorléac, cuja morte completa 50 anos em 2017. Catherine Deneuve, irmã de Dorléac, também está no curta.

O Festival vai até o dia 13 de fevereiro. Agora é só preparar a pipoca e aproveitar a sessão! 😉

ABAJUR QUADRADO G

ABAJUR QUADRADO G

Comprar

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *