Metabolismo feminino em diferentes etapas da vida

Metabolismo feminino

Uma boa qualidade de vida é resultado de uma nutrição adequada. As mulheres devem dar atenção especial ao que consomem, pois sofrem mais alterações no corpo no decorrer da vida. O metabolismo feminino muda de acordo com a idade e por conta disso é necessário prestar atenção nas escolhas feitas em cada etapa, pois elas determinam o desempenho nas atividades do dia a dia.

O post de hoje vai esclarecer um pouco sobre como é o metabolismo feminino em determinadas etapas, onde a alimentação variará nas diferenças entre ser rica em determinados alimentos e com restrições de outros para que o corpo funcione bem e a boa forma seja garantida.

As diferentes fases do metabolismo feminino

Entre os 20 e 30 anos

Nessa fase a produção do colágeno do corpo começa a diminuir, logo é interessante investir em alimentos ricos em colágeno, como as proteínas de origem animal, carnes vermelhas ou brancas e a gelatina convencional. Além disso, Apesar dos níveis hormonais ainda estarem estáveis nessa faixa etária, o desempenho do metabolismo apresenta queda por causa da diminuição na quantidade de massa muscular. Portanto, mantenha uma rotina ativa de exercícios físicos!

Entre os 30 e 40 anos

Nessa fase, a queda do metabolismo fica cada vez mais em evidência. Isso significa que é necessário haver uma menor ingestão calórica, o que implica em maior controle da alimentação. Ela deve ser composta por alimentos ricos em proteínas magras, vitaminas, minerais e carboidratos integrais em pouca quantidade.

Para diminuir os efeitos da pré-menopausa, aposte na linhaça, que tem lignana, composto químico semelhante ao estrógeno. Invista também em probióticos, que além de darem uma mãozinha para as funções intestinais, contribuem para uma melhor absorção de nutrientes, evitando deficiências de vitaminas e minerais.

Entre os 40 e 50 anos

É preciso que haja um aumento do consumo de frutas, chás anti-inflamatórios (como o chá verde, de romã e de amora) e de proteínas magras, como peixes, frango, soja, cogumelos, iogurte e queijos magros. Isso é fundamental para ganhar massa muscular, o que consequentemente aumentará o metabolismo, que nessa fase está em declínio constante. A soja também é aliada da mulher neste período.

A partir dos 55 anos em diante

Abuse de frutas vermelhas, principalmente as berries, que têm os antioxidantes mais potentes do mundo. É possível substituir as berries por açaí: a alternativa pode ser consumida diariamente, mas não mais do que 3 colheres de sopa. Além disso, deve-se manter os hábitos de práticas físicas, de acordo com a especificidade do seu corpo. Recomenda-se uma ingestão de água ainda maior e evitar ao máximo o consumo de produtos industrializados, dando sempre preferência aos orgânicos.

Abuse da variedade de frutas e legumes para evitar deficiências nutricionais. Além de continuar a ingerir fontes naturais de cálcio e de tomar sol (até as 10h da manhã ou após as 16h) todos os dias. Ele ajuda o corpo a produzir vitamina D, melhorando a absorção do mineral e fortalecendo os ossos.

 

Reforçamos que toda alimentação dever ser balanceada e de acordo com as necessidades energéticas de cada uma. Por isso é importante que regularmente se consulte com médicos e nutricionistas, além de buscar sempre uma vida saudável baseada em práticas saudáveis e sustentáveis. O que é tudo de Bemglô!

Cama De Gato - Crafta

Cama De Gato – Crafta

Comprar

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *