O coqueiro salva vidas: conheça todos os benefícios

coqueiro

Se um dia nos depararmos como náufragos em uma ilha deserta e houver um coqueiro, teremos um tesouro. O coqueiro pode salvar vidas. Com suas folhas e palhas dá abrigo para proteção da chuva e do sol. Elas também podem ser trançadas para fazer redes de dormir para evitar que animais rasteiros perturbem o sono de madrugada. O tronco do coqueiro poderá um dia virar uma canoa e ser o transporte para sair da ilha em busca do continente. Os cocos cortados ao meio viram cuias que podem servir como um prato para comer, guardar coisas ou tocar como instrumento de percussão. Rica em sódio e potássio, a água de coco trata a desidratação e repõe os sais minerais requisitados na atividade física. Seu óleo, composto por ácidos graxos de cadeia média, é uma fonte energética de rápida absorção. Na escassez de alimentos, os cocos com suas águas, polpas e óleos, fornecerão nutrientes para a sobrevivência.

O coqueiro também é conhecido como “árvore da vida”.

  • Com o coqueiro podemos fazer artesanatos, camas, capachos, brochas, escovas e tecidos grossos para sacos.
  •  Da casca dura podemos fazer objetos caseiros.
  • Do coco verde extraímos a sua água, rica em minerais e frutose. À medida que o fruto amadurece, a quantidade de líquido em seu interior diminui.
  • Do coco maduro aproveita-se a polpa, uma massa branca úmida protegida sob a casca dura e que pode ser consumida in natura ou usada no preparo de receitas. É fonte de gordura, principalmente saturada, vitaminas do Complexo B e minerais. Da polpa madura extraem-se o leite de coco, o coco ralado, o farelo e o óleo de coco.
  • O óleo além de nutritivo também pode ser muito bem aproveitado para massagem corporal e para dar brilho nos cabelos.
  •  A gordura do coco também é usada para fazer sabão e cosméticos.

Polêmicas e controvérsias fazem parte de quem é famoso e isso também aconteceu com o coco. Nos últimos três anos o óleo de coco virou verdadeira moda e começou a ser comercializado até em capsulas, ganhou prateleiras em casas de produtos naturais e farmácias. Um dos principais trunfos para este boom é a propaganda de que seu uso regular emagrece e reduz a gordura abdominal. Diante desta popularização, sobretudo referente à ingestão de seu óleo em capsulas, a Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN) decidiu esclarecer alguns pontos importantes sobre o assunto e além de descartar os benefícios para a perda de peso, os especialistas alertaram ainda para um risco: o maior consumo do óleo de coco, por ser rico em gordura saturada, pode aumentar placas de gordura nas artérias. “Quando comparado a óleos vegetais pouco ricos em ácido graxo saturado, uma recente revisão mostrou que ele aumenta o colesterol total”, alertou a ABRAN.

Na verdade, temos que lembrar que não existe um alimento que emagreça ou tire a barriga. Existem combinações de alimentos que formam uma dieta que pode ou não ser emagrecedora. O óleo de coco pode fazer parte de uma dieta saudável de emagrecimento. Ele pode ser acrescentado às receitas na hora de untar a panela para fazer por exemplo, um refogado, um arroz ou um peixe. Devemos sempre evitar as frituras, aquelas onde o alimento é mergulhado no óleo quente. A quantidade do óleo deve ser suficiente só para dar um “brilho” na panela. Um pouco de gordura é necessário, faz bem ao cérebro e à vida. Muita gordura sobrecarrega o fígado, faz mal ao coração. “Nada Muito” é uma expressão sempre oportuna a ser observada até mesmo com alimentos saudáveis.

Bolsa de Palha Bemglô

Bolsa de Palha Bemglô

Comprar

 

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *