Pequenos grandes gestos

Fazer o bem sem olhar a quem é um ditado bem antigo, lá do tempo do meu pai. Tempo este em que as pessoas apesar de não saberem muito o porquê, costumavam cuidar umas das outras, jogando uma conversa fora na calçada, vendo as crianças brincarem na rua e vivendo a vida em sua sutileza. Hoje, com a correria de nosso tempo, deixamos de lado algumas questões importantes como pensar no lugar em que vivemos, o nosso meio ambiente e como podemos transformá-lo num lugar cada vez melhor.

Toalha Lavabo Arara

Toalha Lavabo Arara

Comprar

Costumo sempre disseminar esse pensamento de fazer o bem e com o coração, para produzir o sentimento de empatia em meus filhos e colaboradores. Dessa forma, podemos juntos fazer do nosso lar e do mundo um lugar melhor para se viver.
Em casa fazemos tudo isso de maneira bem divertida e criativa. Quem não colaborar, apagando as luzes por onde passa, prestando atenção no desperdício de água no banheiro, exagerando nos banhos (inclusive sempre chamo a atenção das minhas filhas!), deixa uma gorjeta bem gordinha na caixinha do desperdício. Todo final de ano destinamos esse valor arrecadado em casa, em prol de alguma causa do bem melhorando e colaborando com o mundo.

Podem parecer atitudes mínimas, mas se cada um fizer a sua parte o pequeno gesto deixará de ser pequeno e se transformará numa grande e verdadeira corrente do bem. Já que não podemos mudar o mundo, nos esforçar para mudar o nosso mundo já é um excelente começo.

E você, como costuma fazer o bem?

Beijos,

Gloria.

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *