A Água no Brasil

Salve, Glorioses.  O Brasil, com sua natureza privilegiada, é repleto de regiões hidrográficas. 12% de toda a água doce disponível no mundo está aqui, nos colocando em posição estratégica diante da trágica evidência de que caminhamos para um mundo sem água.

Mas para que possamos usufruir e fornecer a fonte da vida para o mundo, é de suma importância que se repense a maneira como estamos tratando nossos rios e afluentes. Não apenas cuidando da qualidade dessas águas, mas também preservando a vegetação ciliar e utilizando corretamente esse bem.

Na Amazônia acontece o fenômeno biológico chamado “rios voadores”, que se inicia graças à fertilização das florestas por um agente marinho chamado diatomáceas, que são responsáveis pelo oxigênio na terra e que necessita das árvores para transformar a água em bruma e, assim, transportar uma enorme quantidade de água pelo céu até os antes.

Mas a floresta continua sendo desmatada… Em conjunto com o bioma cerrado, com seu solo pedregoso e originalmente permeável, regulam as chuvas e enchem os rios que nos alimentam e saciam a nossa sede.  Mas o cerrado tem tido seu solo modificado para criar gado.

A ong SOS Mata Atlântica  nos alerta que apenas 6,5% dos rios da bacia da mata atlântica têm água de boa qualidade para o consumo. O envenenamento da importante bacia do São Francisco pelo rompimento das barragens de Mariana e Brumadinho é igualmente preocupante.

O quê podemos fazer?

A iniciativa popular tem conseguido muitas melhorias utilizando as redes sociais em torno de causas ambientais, como a Bemglô que nesse começo de ano se uniu a diversos grupos na Rede Ecocidadã, para juntos promoverem a sustentabilidade e ações de conscientização ambiental. Como também o Mário Moscatelli, biólogo que atua há 30 anos em defesa do sistema lagunar fluminense e coordena o projeto Olho Verde de monitoramento das nossas lagoas.

A mesma Fundação Mata Atlântica tem um projeto inspirador, o Observando os Rios, que engajar a população, fiscalizando a qualidade da água dos rios dessa importante bacia hidrográfica. Qualquer um pode se inscrever e participar.

Nós somos o país com a maior reserva de água doce do planeta. Precisamos ser exemplo em sustentabilidade e um ponto de esperança para todo o mundo.

Não podemos abrir mão da nossa água. Devemos exigir a proteção das nossas nascentes, combater a exploração irresponsável da natureza e pensar soluções sustentáveis para o nosso dia a dia.

Um beijo e até a próxima Quarta Gloriosa.

 

 

 

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux