Água, Vida, Prazer e Descarrego

Se tivermos que escolher um só alimento para sobreviver por alguns dias em alguma situação caótica, a água seria a melhor opção. Podermos ficar dias sem comida, mas não sem água. Nosso corpo, da mesma forma que o nosso planeta Terra, possui 2/3 de água e 1/3 de matéria sólida. Coincidência, não? No primeiro momento sim, parece coincidência, mas depois quando juntamos com as informações que já lemos e vimos em tv, de que realmente somos feitos de estrelas, reparamos que a terra e a gente não somos tão diferentes em nossas composições.

Nos nutrimos do que brota da terra e sem a água nada vinga, nem a gente.

Somos feitos a partir de um ambiente úmido com óvulo, espermatozóide, esperma e inúmeras secreções femininas que umedecem o útero, que é a cama de uma futura vida.  Sem água nada disso ocorre.  

A água é nutritiva, veículo de sais minerais, veículo do sangue e fundamental para o metabolismo geral do corpo. Muitos tratamentos antigos eram feitos apenas com a ingestão de determinadas águas em Estâncias mineraisDeterminadas águas melhoram vários sintomas chegando a ser curativas para diversas doenças. É uma pena que muitas das nossas Estações de Água viraram centro de gastronomia com carnes gordas, frituras e doces bem doces. Não aproveitaram a vocação de spa que aquelas terras ofereceram.

Água de má qualidade não só faz mal através dos copos que bebemos, ela também compromete a qualidade do plantio e do produto plantado. Com isso prejudica a nossa integridade física, nossos hormônios, músculos e todas as funções do corpo. 

Quem bebe pouca água envelhece mais cedo. A velhice pode ser medida também por grau de hidratação. Crianças são mais hidratadas que os idosos. Pessoas que bebem pouca água apresentam pele e mucosas mais secas. A água dilui o sangue, enquanto que a falta de água concentra as hemácias, facilita a trombose e formação de cálculos urinários. A água é diurética, e a diurese age a favor da eliminação de toxinas. A água umedece as fezes e com isso favorece o trânsito intestinal. As evacuações devem ser diárias como forma de desintoxicação, depuração.

A água é depurativa. Limpa o corpo por dentro e por fora.

Devemos beber cerca de 30-35 ml por quilo de peso. Sendo assim, quem pesa 60 quilos deve beber entre 1800 a 2100 ml ao dia. A indicação clássica de oito copos ao dia é a média indicada. O dia deve começar e terminar com um copo de água. A água deve ser tomada preferencialmente fora das refeições. Mais do que um copo ( 200 ml) de água no almoço ou no jantar pode prejudicar a digestão por diluir o suco digestivo.

A água no banho também age como medicamento, pela assepsia e pela propriedade energética no relaxamento e antiestresse. Devemos tomar banho pela manhã. A água lava os nossos suores e secreções da noite e pode ser uma ponte inicialpara a próxima fase do dia. No fim do dia, outro banho. Quem toma dois banhos por dia não agride nem descama a pele. Quem toma dois banhos por dia quase não precisa usar sabonete e nem ficar muito tempo debaixo dágua. O sabonete deve restringir-se às regiões genitais, de pelos e de dobras. Devemos evitar passar sabonete na pele diariamente para evitar ressecamentos. Secura de pele é sinônimo de envelhecimento.

A água descarrega excessos de energia negativas, baixa o fogo das emoções e relaxa. Brincar na água, piscina, praia ou esguicho, dá vida à nossa criança interior. Um momento de brincar na água pode ser no banho de todo o dia. Existe o antes e o depois de um bom banho. Antes do banho tantas vezes a pessoa entra no chuveiro por obrigação, meio confusa, por que tem que se lavar para acordar melhor e partir para vestir outra roupa e fazer outra coisa. Mas quase sempre quando o banho termina, as pessoa sai leve, talvez menos estabanada. Esfriou a cabeça e relaxou as costas.

Após aborrecimentos e tensões, o banho é sempre indicado. Na impossibilidade de tomar um banho, deixe que a água escorra pelas mãos e pelos pulsos por alguns minutos. Molhe a nuca. A água pode nos fazer ver de forma diferente o mesmo cenário, as mesmas pessoas e o mesmo conflito que vimos há pouco. Mas com mais leveza e, às vezes, até com solução.

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux