Banco de Tecidos: Nova vida a antigos tecidos

Banco de Tecidos

Aqui na Bemglô, nosso lema é compartilhar o que faz bem. Acreditamos que é possível mudar o mundo à nossa volta e contribuir com o que está dentro das nossas possibilidades. Um bom exemplo disso é o projeto Banco de Tecidos, iniciativa da figurinista Lu Bueno: após 20 anos de trabalho se viu em meio a 800 quilos de tecidos. Mas o que fazer com essas sobras? Desse questionamento surgiu o Banco, um espaço de troca, venda e reutilização de antigos tecidos. Vida nova às cores e padronagens das mais variadas que iriam diretamente para o lixo.

O projeto surgiu em 2015 e hoje já soma três unidades: São Paulo, Porto Alegre e Curitiba. Em cada uma, apenas tecidos doados para reuso. A ideia é simples: você doa seus tecidos para o Banco, eles serão pesados e higienizados. Por cada quilo doado você recebe créditos que poderão ser utilizados para compra de outros tecidos do banco.

“Recolocamos no mercado aqueles tecidos que estavam sem uso em prateleiras ou estoques. Damos vida nova aos tecidos que estavam esquecidos no fundo das gavetas. Liberamos espaços, usamos melhor o que já existe no mundo e com o aumento da vida útil do tecido, diminuímos o consumo dos recursos naturais do planeta.”

Foto: Divulgação

Por mais simples que pareça, o Banco de tecidos é um projeto pioneiro e funcional no combate ao desperdício na cadeia têxtil. 10% de toda a produção dessa indústria vira descarte: em grande parte fibras sintéticas que levam dezenas de anos para se decompor. Além disso, o projeto agrega outros benefícios: ao invés de reaproveitar os próprios tecidos, o Banco possibilita a troca entre profissionais da área, novos estilistas, reúne tecidos já indisponíveis no mercado, a um preço inferior de investimento, e ainda contribui para uma economia totalmente circular.

Banco de Tecidos: preservando o meio ambiente

A iniciativa vai de encontro a um debate inadiável nos dias de hoje: como contribuir com a preservação do meio ambiente e reeducação da nossa forma de consumo? Em todas as áreas de produção e comercialização, não só de tecidos, o debate sobre reaproveitamento é cada vez mais urgente. O Banco de Tecidos é uma contribuição nesse ramo têxtil, e inspiração para que em outros ambientes, como alimentício, também possam surgir outras iniciativas contra o desperdício. A verdade é que produzimos muito lixo, de todas as espécies. Como salvar ao máximo e agredir ao mínimo?

“Os resíduos sólidos (lixo) que produzimos são uma questão ambiental e portanto, responsabilidade de todos. Não só dos fabricantes, mas também dos importadores, distribuidores, comerciantes e do consumidor. Junto com quem está preocupado em lidar com seus resíduos de forma consciente, encontramos soluções criativas para cada caso.”

Foto: Divulgação

Se você é um estudante de moda em busca de tecidos variados e em conta, dono de uma loja com tecidos sem utilização, ou qualquer pessoa que tenha interesse em contribuir com esse projeto, visite algumas das unidades.

Em São Paulo, o Banco de Tecidos situa-se na Rua Aliança Liberal, 1012, Vila Leopoldina. O atendimento é de 9h30 às 18h nos dias úteis. Entre em contato pelo telefone (11) 4371-3283.

Para os gaúchos, o Banco mais próximo fica Rua São Carlos, 765, bairro Floresta da capital Porto Alegre. De terça às quintas, o atendimento segue de 14h às 19h. Contato pelo telefone (51) 99432-7161

Já em Curitiba o endereço do Banco de Tecidos é na Alameda Julia da Costa, 102, no bairro São Francisco. Entre em contato pelo telefone (41) 99256-5934 e faça uma visita nos dias úteis, de 14h às 20h.

Para mais informações, acesse diretamente o site do Banco de Tecido: http://bancodetecido.com.br/

 

Capa de Almofada Bordada Paisagem - Rede Asta

Capa de Almofada Bordada Paisagem – Rede Asta

Comprar

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux