Ernesto Neto: Sopro

A Pinacoteca do Estado de São Paulo abriu as suas portas no último dia 30, e segue até julho, para “Sopro”, exposição que remonta a trajetória de Ernesto Neto, um importante nome da escultura contemporânea. As 60 obras reunidas na mostra exploram o lúdico, o espaço, a natureza e a espiritualidade em uma experiência interativa e sensorial para o visitante.

Sinopse: “A exposição propõe demonstrar como a fisicalidade, o indivíduo e o coletivo sempre estiveram presentes, desde o início, na prática do artista, moldando sua poética. Sua colaboração atual com líderes políticos e espirituais das nações Huni Kuin aparece como uma consequência natural de sua pesquisa escultórica desde o início. Esta é também a primeira exposição que propõe traçar seus primeiros experimentos nesse campo através da investigação e da apropriação do espaço expositivo até atingir seu atual engajamento social. Num momento marcado pelo descompasso entre humano e natureza, Neto propõe que a arte seja uma ponte para a reconexão humana com esferas mais sutis.”

Octógono (Foto: Renato Salles)

“Sopro” tem curadoria de Jochen Volz, diretor do museu, e Valeria Piccoli, curadora-chefe. Para receber as obras que datam desde a década de 80, foram reservadas 7 salas do primeiro andar e todo o octógono da Pinacoteca.

Ernesto Neto nasceu no Rio de Janeiro de 1960 e em 1980 começou sua carreira enquanto neoconcretista, explorando a escultura nos mais diversos materiais, englobando outras artes e técnicas como tecidos e crochê. O plano de fundo para a sua inventividade é a busca por unir mente e espírito, colocando quem entra em contato com suas obras em um campo onde essas suas áreas do ser humano conversam e se complementam.

Arte, cidade e natureza

Seu contato com a comunidade indígena Huni Kuin/Kaxinawá, ao sul amazônico, traz para a sua arte a vivência espiritual dos povos da floresta, bem como seus conhecimentos tradicionais. A união entre cidade e os mistérios da natureza é uma grande face da proposta de seu trabalho, e essa experiência pode ser contemplada na mostra que se instala na Pinacoteca.

Nave (Foto: Renato Salles)

Além das criações que já fazem parte de seu repertório, “Sopro” traz novidades como a instalação no Octógono, que traz um cenário de pura natureza, com uma árvore ao centro, cipós de crochê e recebe um total de oito rituais abertos ao público durante todo o período da exposição (com horários específicos). Englobar o visitante é uma vivência constante pela mostra. Algumas instalações acompanham esspeciarias, como cravo, açafrão e ucurum, que integram os espectados pela sensibilidade do olfato. Outras, como “Naves”, acolhe o visitante dentro de sua própria estrutura: um túnel de tecido por onde é possível caminhar e alterar o seu formato.

A vivência indígena recebe uma sala própria dentro da Pinacoteca, onde Ernesto Neto pode explorar os conhecimentos e sentimentos com que tem contato desde 2013. Num período de distanciamento entre cidade e natureza, o artista coloca quem contempla na posição de interagir com esses saberes.

A convivência com eles me trouxe um entendimento profundo da espiritualidade, desta força de continuidade do ‘corpo-eu’ e do ‘corpo-ambiente’, e também uma base estrutural ‘espiritofilosófica’, além da compreensão de que há muito o que descobrir enquanto humanidade: quem somos? Onde estamos? Para onde vamos?“, contou neto ao InfoArtSP.

Oxalá (Foto: Divulgação)

Serviço

“Sopro” pode ser visitada de quarta a segunda-feira, de 10h às 17h30. Os ingressos custam R$10 com direito a meia-entrada (R$5) para estudantes. Menores de 10 anos e maiores de 60 tem acesso gratuito. Aos sábados, a gratuidade é para todos.

A Pinacoteca do Estado de São Paulo fica na Praça da Luz, 02. Maiores informações pelo telefone: 3324-1000.

Antes de “Sopro”, Ernesto acumula uma trajetória extensa de exposições que passam pela Suiça, Dinamarca, Finlândia, Àustria, Alemanha e outros países da Europa e também América, como Nova York e Cidade do México. Acompanhe em seu Instagram oficial.

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux