Horta Urbana de Curitiba

Quando o assunto é Cidade Sustentável, Curitiba é destaque no acolhimento de ações de desenvolvimento socioambiental. A capital paraense abriga mais de 25 hortas comunitárias: espaços de cultivo familiar e fornecimento de alimentação orgânica para toda a comunidade. A primeira a receber incentivo público foi a Horta Comunitária Vitória Régia, que há 18 anos promove a agricultura sustentável na cidade.

O espaço que surgiu como um laboratório no começo do milênio hoje tem como frutos outros 27 espaços como este. O mais recente é a Horta Comunitária Visitação, no Bairro Boqueirão. A primeira das hortas comunitárias com financiamento público ainda divide-se em três unidades, Vitória Régia I, II e III, reúnem 130 produtores e ao todo beneficiam mais de 500 pessoas com alimentação sem agrotóxicos.

Já a mais nova da rede, inaugurada em agosto desse ano, tem mais de 20 famílias cadastradas para cultivarem no terreno de 620 metros quadrados, cedidos ao fundo da Unidade de Saúde Visitação. Ao todo, são 28 canteiros que receberem cerca de 3,5 mil mudas em uma variedade enorme de couve, repolho, salsa e cebolinha, couve-flor, alface, entre outras.

Curitiba ainda guarda recantos como a Horta Folha do Pantanal, 25a inaugurada na cidade e em formato de folha, desenho tão simbólico para o propósito de espaços como esses. Nela, 70 produtores ocupam o espaço de 5 mil metros quadrados.

Benefícios à comunidade

Além da alimentação saudável, rica em biodiversidade, nutrientes e livres de qualquer tóxico, as hortas comunitárias ainda proporcionam o cultivo medicinal e são espaço de convívio, desenvolvimento social, espaços de terapia e também geração de renda. Para quem consome, são portos seguros para alimentos de qualidade, com procedência e a preço reduzido. Para quem trabalha, entre muitos idosos e aposentados, são espaços de interação e contato com a terra, em uma rotina saudável para o corpo e a mente. Além disso, não só fornecem alimento para as famílias das comunidades do entorno, como são fonte para muitas outras que têm na agricultura familiar o seu ofício.

Em todas elas, o apoio público é essencial, seja para a manutenção do espaço como fornecimento de mudas e capacitação em cultivo. Porém, todas são frutos da sociedade e população local, que já alimentavam muitos desses espaços antes do reconhecimento oficial. As hortas comunitárias são assim chamadas por pertencerem ao povo, e este é um reconhecimento necessário.

Dentre os 28 pontos de cultivo, são beneficiadas mais de 1.000 famílias e 7.000 pessoas em um espaço total de cerca de 500 mil metros quadrados, somando os terrenos públicos e de iniciativa privada. Para conhecer a Horta Comunitária Visitação, chegar a partir de 7h na Rua Dr. Bley Zornig, 3136. A mais antiga delas, Horta Comunitária Vitória Régia, ocupa três distintos complexos da Regional CIC (Cidade Industrial Curitiba), enquanto a horta Folha do Pantanal localiza-se no bairro Alto Boqueirão, ao sul da cidade.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O apoio às hortas fazem parte da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, por meio de Associação de Moradores ou Entidade Social. Para saber todos os locais de cultivo na capital do Paraná, entre em contato com as Unidades Administrativas Regionais. Acesse aqui.

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux