Nortes do eu: Ascendente

“o mais elevado e o mais desejado estado de todo plano da evolução é a união.”
(pathwork)

dando sequência aos nossos estudos de astrologia, vamos começar a entender mais profundamente o significado da sigla das quatro extremidades da cruz-base – que vimos superficialmente no último encontro – AC / DC; IC / MC.

quando tratamos destes quatro pontos, iniciando pelo ascendente, é como se representássemos o mapa astral como um relógio, pois o signo que estava ascendendo no céu às 06h é aquele que ocupa a posição de ascendente no nosso mapa astral.

sim, o mapa astral é um relógio!

um círculo, dividido em 12 partes, às quais associamos, claramente, a esses quatro pontos que estamos estudando e também, simultaneamente, aos quatro portais do dia, os quatro horários-chave das nossas 24 horas.

além da inúmera possibilidades de rituais e pausas diárias que podemos fazer nestes quatro horários do dia, vamos conhecer a importância de cada um destes pontos em nossa jornada, começando pelo ascendente.

AC: face social que se apresenta ao mundo

o ascendente é representado pelo signo correspondente à primeira casa do mapa astral, falar em signo ascendente é sinônimo de falar em casa 1. nossa primeira face social, a história do nosso nascimento e nossa primeira infância (vamos estudar as casas astrológicas mais adiante).

o signo que estava ascendendo no momento do nosso nascimento é responsável por conferir a nossa persona, a nossa identidade primária com a qual nos identificamos para entrar em contato com o mundo.

persona é uma espécie de máscara projetada, por um lado, para fazer uma impressão definitiva sobre os outros, por outro dissimular a verdadeira natureza do indivíduo (Jung)

o termo persona vem do teatro grego antigo, em que 

os atores faziam uso de uma máscara para amplificar a voz.

a persona também pode ser entendida como nossa identidade de gênero, nossa performance social, que também se adapta e muda de acordo com etapas do nosso desenvolvimento, por exemplo: nossa performance na adolescência é diferente de nossa persona em outra fase da vida. 

ascendente é persona 

é no signo ascendente que reconhecemos nossas características físicas mais gritantes, como a juba do leão, o nariz ou a cabeça do ariano, assim como as ancas realçadas ou a força dos cabelos sagitarianos.

o signo ascendente é como se fosse uma máscara positiva ou um RG social, necessário para voltarmos quando estamos perdidos: o ponto do AC, ou o raiar do sol das 06h da manhã representa uma esperança de nascimento, o AC nos dá, portanto, informações importantes sobre para onde voltar quando estamos, por assim dizer, perdidos em nós mesmos.

algumas vezes, quando não temos muita noção do que e por que estamos fazendo o que estamos fazendo – já sentiu isso? – quando nos perdemos, precisamos de um norte, um rumo, uma direção: saber qual é o signo do seu AC pode ajudar muito neste retorno a si, é como se fosse um ‘pique’ do esconde-esconde, aquele lugar de breve proteção, onde podemos nos amparar por algum tempo até reiniciarmos a jornada.

é importante assimiliar que 

o ascendente é apenas um ponto de referência 

e não nosso destino.

por que damos tanta importância ao ascendente?

comumente, damos importância demais para nosso signo AC, isso é natural e esperado até uma etapa da nossa jornada, pois necessitamos fazer uso da nossa roupa social para entrar em contato com a sociedade e interagir com o mundo.

é mais fértil investir na busca pelas informações da sua Lua,

 do que passar tempo se reconhecendo com o AC.

é claro que precisamos conhecer bem que roupa usamos para sobreviver, qual a nossa aparência social, qual é a minha performance ‘confortável’ no mundo, mas não podemos nos aquecer demais ali, o mapa nos chama para caminharmos mais profundamente pelos mistérios e demandas de nossos eus inconscientes – perder tempo identificando-se demasiado com o ascendente pode nos tornar eternas crianças, dependentes da confirmação do outro.

o mito do ascendente depois dos 30

não é verdade que o signo ascendente se torna o nosso regente depois dos trinta anos, aliás, seria um grande desperdício se isso de fato acontecesse, pois significaria que estamos identificados com nosso maior nível de máscara (ainda que positiva).

veja, não se trata de uma análise fatalista, podemos ver o mesmo ponto por ângulos diferentes: o AC é inevitável e imprescindível se olharmos pelo ângulo das redescobertas pessoais durante a jornada, retomando o conceito de ‘breve volta a si’. 

por outro ângulo, identificar-se com o RG social não nos coloca no caminho de autoinvestigação mais profunda, na qual – já sabemos – operam diferentes e simultâneas forças que compõem nosso complexo ‘ser’.

e eu?

de forma bastante prática, é claro que importa – e muito –  sabermos fazer a leitura aprofundada do signo que ocupa esta posição em nosso mapa, você tem o AC em que elemento? (ler o que estudamos nos textos anteriores)

um AC no elemento fogo vai, necessariamente, precisar se expressar, criar, iniciar; diferente do AC no elemento terra, que vai ter mais necessidade de encontrar algum resultado no que faz e de trabalhar, produzir, por a mão na massa, cozinhar, ou ainda, olhar à sua volta e ver o que construiu de apoio/base para si.

o AC no elemento água pode se voltar para seus sentimentos de maneira criativa, pintar, cantar ou apenas descansar; já o AC no ar terá mais uma tendência de buscar pelas pessoas, pelas relações, pode buscar se comunicar, um bom bate-papo ou leitura, se valer do conhecimento para voltar a si.

o AC é um norte, tão rico em informações quanto os outros quatro pontos da cruz-base. vamos expandir nossos horizontes astrais e investigativos e sair desse ponto único que nos representa socialmente.

vamos admitir que não sabemos quase nada sobre nós, que carregamos um vasto ponto cego sobre nós mesmos: ponto chamado de fundo céu, ou IC – onde o sol bate a meia noite: ponto que realça os mistérios que escondemos em nosso passado, o báu guardamos em nossas memórias: tema de nosso próximo encontro. até lá.

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux