Origens Brasil

Você sabe qual a procedência de tudo o que você consome? Você sabe quais foram os materiais utilizados em sua produção, quem o fez e qual foi o caminho percorrido até chegar a você? Ter essa transparência de ponta a ponta, desde os ingredientes ao consumidor final, é uma missão que nós da Bemglô sempre apoiamos e que nos trouxe a uma novidade muito importante e gratificante: somos os novos membros da Rede Origens Brasil!

Lançada em março de 2016 pelo Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora) e o Instituto Socioambiental (ISA), a iniciativa tem a missão de mapear territórios de preservação e diversidade socioambiental, os produtos desenvolvidos na floresta, e construir uma relação transparente entre os produtores locais, as empresas que comercializam essa produção, e seus consumidores finais. 

Depois de três anos de pesquisa, ambos os institutos buscavam uma forma de mapear o comércio local e tradicional da Amazônia e potencializar a produção aliada à manutenção da floresta em pé. E foi assim que nasceu a Rede Origens Brasil, construindo pontes entre todos esses agentes.

Todo produto com o Selo Origens Brasil tem a sua procedência rastreada e podem ser consultados na plataforma oficial. Nela, é possível conhecer os insumos, as comunidades produtoras, a técnica utilizada e os impactos sociais e ambientais causados na floresta, além do comércio que levou este produto até o consumidor final. 

Um bom exemplo são os produtos da Tucum, disponíveis na Bemglô e com o selo Origens desde o início do projeto. Dentre os territórios mapeados pela Rede, a Tucum potencializa o artesanato dos povos indígenas do Xingu e do Rio Negro, através de parcerias com associações e cooperativas. Os produtos vocês encontram em nossa loja física na Rua Oscar Freire, 1105, em São Paulo. Acesse a plataforma da Tucum dentro do Origens Brasil clicando aqui.

O primeiro dos territórios a receber essa iniciativa foi o Xingu, que ocupa mais de 26 milhões de hectares, 21 terras indígenas, 9 unidades de conservação e 17 mil pessoas vivendo dentro das áreas protegidas. Nos três anos em atuação, a Rede ainda ampliou para os territórios do Rio Negro (que agrupa 33 povos entre indígenas, ribeirinhos e quilombolas) e da Calha Norte, um dos maiores corredores de áreas protegidas de floresta tropical do mundo.

O selo Origens Brasil surge nessas áreas como uma forma de reconhecer produtos e empresas responsáveis com a sociobiodiversidade, mas de principalmente garantir ao consumidor final a informação clara sobre o que se consome e qual a sua origem, reconstruindo uma lógica de mercado que se preocupa com a história de quem faz e como faz. O processo de criação de um produto passa a ser tão importante quanto a sua serventia para quem consome, pois falamos não só de produtos, mas de um patrimônio cultural e imaterial. 

A instituição que se configura a partir dessa parceria é tão diversa quanto a floresta, e reúne em sua governança uma estrutura democrática que permite o diálogo entre os produtores da floresta, instituições de apoio, empresas e consumidores. 

Cada empresa parceira do Origens Brasil compõe um comitê consultivo que se reúne anualmente para dialogar temas e estratégias para o selo. Cada território também tem seus representantes que compõem um comitê igualmente importante, com o papel de supervisionar e monitorar a implementação do sistema. Ambos os comitês ainda atuam frente a um conselho gestor, composto por pessoas e instituições que participam da Origens Brasil desde sua concepção. 

O resultado desse enorme projeto é uma rede colaborativa com interesse comum em manter a floresta amazônica viva e protegida, e multiplicar ainda mais iniciativas de comércio justo com os produtos vindos da floresta, feitos por quem vive nela e sabe como produzir sem ameaçar a integridade da nossa biodiversidade.

Proteger as nossas florestas e as técnicas ancestrais é uma demanda urgente para a manutenção da nossa própria cultura, e sempre esteve nos ideais da Bemglô o respeito à diversidade dos modos de vida tradicional, a transparência das informações e o diálogo entre quem produz e quem compra. Por isso temos a honra de dizer que somamos a essa Rede que potencializa ainda mais essa forma de ver, produzir e consumir.

Acesse a plataforma do Origens Brasil para conhecer os territórios mapeados, as comunidades e o que elas produzem. Clique aqui.

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux