Oxfam pela Igualdade Social

Você já imaginou como seria se pessoas de todo o mundo se unissem contra a pobreza? Pois é isso que a Oxfam faz. A Oxfam Brasil é o pólo nacional de um movimento global contra a pobreza, a desigualdade e a injustiça. Ao total são 19 organizações, cada uma com sede em um país, e mais de 55 mil voluntários e 10 mil funcionários que atuam juntos na criação de projetos, campanhas e ações de justiça social em cerca de 93 países. 

Os números são grandes mas tudo começou com um pequeno grupo de acadêmicos, intelectuais e ativistas na cidade de Oxford, Inglaterra, em 1942. Essa primeira organização, Oxford Committee for Famine Relief (Comitê de Oxford de Combate à Fome), tinha como meta pressionar o governo britânico para enviar comida para a Grécia, então ocupada pelos movimentos nazistas. Desde então, são mais de 60 anos de ação humanitária e ação direta no combate a todos os tipos de discriminação.

O braço brasileiro da Oxfam surgiu apenas em 2014, mas já inserido em uma rede mundial de transformação social. Ao lado do Brasil, estão: África do Sul, Alemanha, Austrália, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Espanha, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Holanda, Hong Kong (China), Índia, Irlanda, Itália, México, Nova Zelândia e Quebec (Canadá). 

No site da Oxfam International, é possível acessar um mapa onde a organização desenvolve projetos, para além dos países-sede. Clique aqui para conferir.  

Oxfam no Brasil

Com sede em São Paulo, a Oxfam Brasil atua em quatro áreas principais: Justiça Social e Econômica, Desigualdades nas Cidades, Setor Privado e Desigualdades e Ajuda Humanitária e Emergênciais. Em cada uma delas, a Oxfam promove debates, conteúdos, eventos e ações. 

Sob o eixo de Justiça Social e Econômica, a organização pesquisa a desigualdade em um panorama nacional, desde a concentração de riqueza na classe dos super-ricos, passando pelo sistema tributário brasileiro e uma avaliação dos índices socioeconomicos a partir de raça e gênero. Parte desses estudos podem ser acessados no relatório “País Estagnado” (leia aqui). 

Sob o eixo “Setor Privado e Desigualdades”, a Oxfam dialoga com as grandes empresas cobrando por mais transparência e respeito aos direitos humanos, atua junto às comunidades impactadas pelas multinacionais de origem brasileira na América Latina, Caribe e África, além de desenvolver campanhas de conscientização do papel do setor privado nos cenários das desigualdades e produzir análises sobre toda essa cadeia. Como parte da campanha global “Por Trás das Marcas”, por exemplo, a Oxfam se uniu a pesquisadores e universidades para avaliar a atuação das 10 maiores empresas de bebidas e alimentos do mundo. Um desses estudos é o relatório “O Gosto Amargo do Açúcar”, que descreve a cultura da cana-de-açúcar e sua contribuição para os conflitos agrários. Leia aqui.

O eixo “Desigualdade nas Cidades” engloba as ações voltadas para as desigualdades que se destacam no cenário urbano. O Juventude com Direitos é um dos projetos dessa frente, que busca fortalecer a ação coletiva e levar formação em política, direitos e cultura para jovens de 16 a 20 anos. Na zona leste de São Paulo, atua em parceria com o Ação Educativa, e na zona sul com a TV Doc; ambos os projetos oferecem oficinas de tecnologia da informação, comunicação e direitos da cidadania. Outro projeto que debate as desigualdades nas cidades é o Mulheres Negras Fortalecidas na Luta Contra o Racismo e Sexismo, ou Hub das Pretas, que tem como principal objetivo fortalecer os grupos de mulheres e jovens negras nas cidades de Rio de Janeiro, São Paulo, Recife e Brasília e também em uma rede de ciberativistas na internet. Ao todo, participam cerca de 160 jovens. 

Como ajudar

Em uma rede global, a Oxfam ainda atua com “Ajuda Humanitária e Emergências”, desde sua fundação para garantir que as pessoas afetadas por desastres naturais e conflitos em todo o mundo tenham o apoio necessário, incluindo acesso à água potável, saneamento básico, alimento e proteção.  

A organização está em Moçambique, Zimbabue e Malaui, atingidos pelo Ciclone Idai em um dos maiores desastres climáticos do hemisfério Sul; também está na República Democrática do Congo, prestando atendimento às comunidades atingidas pelo vírus Ebola; já construiu redes de fornecimento de água potável na ilha de Sulawesi, atingida por tsunamis em setembro passado, afetando 100.000 pessoas; dentre muitos outros cenários de crise humanitária. Confira aqui as principais atuações da Oxfam e aqui para doar para o Fundo Global de Emergência, que financia todas essas ações.

A Oxfam é uma confederação enorme, que une pessoas em todo o mundo e se multiplica através de parcerias locais com outras organizações que também atuam por mais igualdade social. No site oficial da Oxfam, é possível desmembrar todos esses trabalhos, ler os relatórios que denunciam a desigualdade no Brasil e no mundo, e  conferir de perto o resultado desses estudos e campanhas.

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux