Parceiros do Mar

Em fevereiro de 2012, a surfista e psicóloga Renata Grechinski faleceu ao ter sua prancha enroscada em uma rede de pesca clandestina no litoral do Paraná, praia de Guaratuba. Mas o que poderia ser um momento de luto transformou-se também em um momento de luta pela preservação dos ambientes marinhos, sua proteção legal, e delimitação dos espaços de pesca e lazer. Foi assim que nasceu o Instituto Renata Turra Grechinski, também conhecido como ONG Parceiros do Mar.

A iniciativa surgiu ainda em 2012, dos esforços da própria família de Renata, que decidiu transformar a dor da perda em um incentivo para que outras famílias não vivenciem a mesma situação. Sete anos depois, o que começou como um ato por um litoral mais seguro transformou-se em um coletivo em prol da conservação ambiental, educação, segurança no mar e proteção legal aos ambientes costeiros e contra a pesca ilegal.

“Através da ONG Parceiros do Mar, procuramos alimentar sua história com ações pela preservação da biodiversidade litorânea e segurança dos frequentadores do litoral.”

Ações no Mar

Com o apoio de voluntários e instituições parceiras, o Parceiros do Mar movimenta mutirões de limpeza, projetos sociais e ações beneficentes. Além de movimentarem centenas de participantes, já retiraram mais de 90 toneladas de lixo pelas praias paranaenses em parceria com instituições públicas que destinam o material coletado para a reciclagem. 

“Os mutirões de limpeza constituem alternativas genuínas de educação para a sustentabilidade, uma vez que além da coleta do lixo, a população e os próprios voluntários são sensibilizados e tornam-se multiplicadores dessas ações e ideais.”

Outra ação que o Parceiros do Mar desenvolveu para minar o impacto humano no litoral é o projeto Adote Um Copo. O projeto produz copos retornáveis temáticos e vendem em estabelecimentos pelo valor simbólico de cinco reais, revertido para os mutirões de limpezas e outras ações da ONG. A ideia é conscientizar sobre o uso sem controle dos descartáveis, ofertar uma solução viável, e ainda financiar a limpeza dos descartáveis que ainda se encontram nas praias. Quer ser um estabelecimento parceiro? Clique aqui.

Paralelo aos projetos de preservação, a instituição ainda oferta o Surf Salva, uma capacitação de surfistas para resgates na orla. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático apontado pelos Parceiros do Mar, cinco mil pessoas morrem por afegamento no mar. Para reverter este quadro, o projeto firmou parceria com o Corpo de Bombeiros para desenvolver o treinamento, que tem duração de 01 dia inteiro, dividido em teoria e prática. Já foram mais de 100 surfistas capacitados e 30 salvamentos realizados.

“Nossa atuação é intensa em vários eventos, sempre primando pela defesa, preservação e conservação do meio ambiente, e promoção do desenvolvimento sustentável. Também atuamos em defesa dos direitos humanos em situação de uso do bem público (mar), e no âmbito social realizamos campanhas para auxiliar comunidades carentes no litoral. Apoiamos e incentivamos o esporte (especialmente o surf) como ferramenta para socialização de crianças em comunidades carentes; e também como instrumento para qualidade de vida.”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Como resultado das ações, o Instituto promove também palestras gratuitas de educação ambiental. As atividades são ofertadas para empresas, escolas e estabelecimentos públicos em geral, compartilhando a experiência do projeto e dialogando a importância da limpeza e proteção dos ambientes costeiros. 

Nestes anos, esteve também à frente da apresentação do do Projeto de Lei Estadual 214/2012 à Assembleia Legislativa, “para delimitação de áreas de pesca, práticas esportivas e banho, tendo como objetivo a segurança e o convívio pacífico e harmonioso entre todos os usuários do mar”; do Projeto de Lei Estadual nº 86/2015, que autoriza o Poder Executivo a fazer essa demarcação de áreas; e à frente do Projeto de Lei Federal 4116/2012, apresentado ao Congresso Nacional para “dispor sobre a segurança das pessoas e a proteção do ambiente natural nas praias ou nas águas continentais ou marinhas a estas adjacentes”.

Tamanho compromisso rendeu aos Parceiros do Mar o Prêmio Guardiões da Praia, sendo o representante do Sul do Brasil na categoria segurança nas praias; e certificação com o Selo ODM nº 07 (Qualidade de Vida e Respeito ao Meio Ambiente), que reconhece trabalhos que contribuem para o alcance dos Objetivos do Milênio, da ONU. 

Acompanhe as próximas ações dos Parceiros do Mar no Instagram, Facebook, e saiba mais no Site Oficial.

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux