Plataformas de inclusão racial no mercado de trabalho

Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), a maioria (64%) dos 13 milhões de desempregados no Brasil são negros. Apesar do número de pessoas negras nas universidades ter triplicado nos últimos 15 anos, ainda são minoria no mercado de trabalho, reflexo de um histórico centenário de racismo e exclusão, desde a época da escravidão, quando o Brasil foi o último país do Ocidente a abolir a mão de obra escrava e negra em 1888.

Desde então, promover a igualdade racial, tanto em oportunidades como em condições de ensino e trabalho, tem sido um desafio de equiparação histórica. Apesar das políticas públicas de cotas e outras medidas de inclusão, a renda familiar negra ainda é praticamente metade quando comparada à branca. Como aponta estudo do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a renda per capita da população negra é de 508,90 reais contra 1.097,00 da população branca.

Algumas iniciativas independentes têm somado esforços para avançar contra essas desigualdades históricas, promovendo espaços de reflexão e estudos, e unindo empresas a trabalhadores negros. É o caso das plataformas Afrobas, Empregueafro e Afro Oportunidades.

Afrobras

A Sociedade Afrobrasileira de Desenvolvimento Sócio Cultural (Afrobras) é uma das principais organizações de inclusão e empoderamento afroétnico do país, sendo responsável, dentre uma série de iniciativas, pela Flink (Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra), pelo Troféu Raça Negra e pela Black Fair, uma feira de afroempreendedorismo focada em gestão, inovação e troca de estudos. Além disso, a Afrobras também coordena dois projetos de inclusão, a Faculdade Zumbi dos Palmares e o Portal de Empregos.

A Faculdade Zumbi dos Palmares é uma instituição de ensino superior comunitária inaugurada em 2003 e que tem por missão “a inclusão e a formação qualificada de profissionais comprometidos com os valores da Ética, dignidade da pessoa humana e diversidade étnico racial”. Atualmente, são ofertadas graduações em Administração, Direito, Pedagogia e Comunicação Social, além de cursos superiores de tecnologia em recursos humanos, segurança privada, logística, segurança da informação, transporte terreste, e pós-graduação em direito público e empresarial e africanidades e cultura afrobrasileira.

Paralelo à instituição de ensino, que busca ampliar a formação, o Portal de Empregos surge em 2013 para “identificar os talentos negros para atender as necessidades de competitividade das empresas brasileiras”. Acesse aqui.

Empregueafro e Afro Oportunidades

Outros dois portais que atuam de forma similar à Afrobras são o Empregueafro, desde 2004 focado em Consultoria de Recursos Humanos e Diversidade Étnico-Racial, e o Afro Oportunidades, iniciativa do Grupo Favela Holding, composto por 21 empresas focadas no empreendedorismo social em favelas e periferias brasileiras.

O Empregueafro atua com profissionais e empregadores, capacitando jovens negros para processos seletivos e também fazendo consultoria para empresas que buscam se atualizar aos debates de inclusão social. Como defendem eu seu manifesto, sua missão é inserir no mercado “talentos ofuscados pelo racismo”. Conheça o projeto e deixe seu currículo no banco de talentos clicando aqui.

Com a missão de ampliar a empregabilidade negra, o Afro Oportunidades funciona como um site de busca. No portal, é possível, no caso de empresas, registrar a sua vaga, e cadastrar o seu currículo no caso de profissionais. A dinâmica é simples e as etapas são auto explicativas, similar aos grandes sites de vagas de emprego. Crie uma conta clicando aqui.  

 

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux