Pró-Mar: Projeto Maré Cheia

No pequeno município de Vera Cruz, na Bahia, com seus pouco mais de 40 mil habitantes, uma instituição tem feito um exemplar trabalho de educação ambiental e preservação da costa brasileira. A Organização da Sociedade Civil Pró-Mar foi criada em dezembro de 1999 e há 20 anos na Baía de Todos-os-Santos, tendo como sede a ilha de Itaparica.

“Fruto de um pensamento estratégico cada vez mais consolidado ao longo dos anos, a PRÓ-MAR vem se reinventando, com o foco voltado, especialmente, para a conservação de importantes ecossistemas, a exemplo dos recifes de coral. Para isso acontecer, nossas principais ferramentas são as pesquisas e educação ambiental, utilizadas para informar, sensibilizar e conscientizar a população local e os visitantes da ilha para a importância da sustentabilidade deste ecossistema.”

A Pró-Mar atua em diversas frentes: preservação, educação, geração de renda e desenvolvimento sustentável. Para isso, desenvolve diferentes projetos em parceria tanto com a sociedade civil como a esfera pública e também privada. Com esse apoio, conta com três espaços. No bairro de Conceição acontecem as atividades educativas e trilhas ecológicas, no Clube Med. Em Mar Grande, ficam os escritórios e setor administrativo, e também um salão de treinamentos. Já na Marina de Itaparica ocorrem as atividades de mergulho. 

É com esse suporte e estrutura que em duas décadas a Pró-Mar já levou oficinas, exposições fotográficas e atividades culturais envolvendo educação ambiental às escolas, com o projeto Pró-Mar Vai à Escola, que nasceu em 2000. Também deu vida ao projeto Turma do Mar, capacitando jovens no curso de navegação e manejo de embarcação. Também esteve à frente de atividades de capacitação em pesca responsável (Projeto Pescador Ecológico); além de mutirões de limpeza, preservação de mangues e corais, monitoramento de recifes e roteiros de mergulhos ecológicos.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Projeto Maré-Cheia

Hoje, a Pró-Mar tem como um de seus pilares o Projeto Maré-Cheia, que dinamiza as ações e responsabilidades necessárias para a preservação dos corais e de toda a Baía de Todos-os-Santos. O projeto, que mescla ensino com inclusão social, divide-se em três eixos:

  1. Inclusão Social de Pescadores

“As ações deste eixo do projeto estão orientadas para a inclusão social de pescadores, marisqueiras e/ou seus familiares de comunidades da BTS e adjacências, através da sua inserção nas atividades científicas de campo dos demais projetos do Programa BTS.”

  1. Educação Ambiental

“Neste eixo, serão promovidas ações de Educação Ambiental, como movimento de ação transformadora, reflexão e construção coletiva, tendo o propósito de tratar temas gerais sobre as questões ambientais da região da BTS e Ilha de Boipeba, difundindo informações sobre o Coral Sol na área de abrangência deste subprojeto.”

  1. Inclusão Social de comunidades tradicionais

“O intuito deste eixo é de realizar a capacitação para a formação de condutores ambientais, bem como fomentar a estruturação de uma iniciativa de ecoturismo pautado no modelo de base comunitária nas ilhas de Boipeba e Itaparica.”

Em visita a escolas em diferentes pontos da região, o projeto monta uma Tenta Ambiental, onde são realizadas exposições e jogos educativos. A ação intinerante passa por diferentes pontos da cidade, levando a importância da proteção à ilha. Já o curso de Condutor Ambiental foca na formação em ecoturismo e tem apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae); incluindo o estudo de interpretação, execução de roteiros, envolvimento comunitário com escuta a grupos e iconografia. 

O curso de Mergulho Livre tem seis horas de aulas teóricas, quatro horas em piscina e duas horas em águas abertas; o foco é a capacitação para as comunidades das ilhas da região, incluindo pescadores, marisqueiras e familiares. Outra formação oferecida pelo Pró-Mar é o Curso de Atualização em Educação Ambiental, voltado para os coordenadores, professores e estudantes universitários do município.

 “O curso teve como objetivo demonstrar aos participantes que é possível mudar conceitos, desenvolver um trabalho de sensibilização e contribuir para a conscientização das novas gerações, adotando uma nova metodologia que reflita suas práticas no cotidiano, direcionando para a compreensão da realidade e propondo soluções para os problemas ambientais existentes.

Eco Ilha – Semana de Sustentabilidade, Ecodesenvolvimento e cultura Pró-Mar, reunindo todas essas atividades em palestras, oficinas, simpósios e stands de divulgação.

Se você ficou interessado em algumas dessas atividades, entre em contato por meio do site oficial. É nele também onde você se informa sobre os roteiros ecológicos e as pesquisas desenvolvidas pela organização.  

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux