Programa Tecendo Sonhos

tecendo sonhos

Já falamos aqui na Bemglô sobre os grandes perigos do Fast Fashion, especialmente no quesito mão de obra. Marcas exploram a mão de obra, especialmente a imigrante, por ser mais “barata”. Buscando modificar esse cenário e garantir relações dignas de trabalho na cadeia têxtil para microempreendedores, principalmente os imigrantes, surgiu o Programa Tecendo Sonhos, uma iniciativa executada pela Aliança Empreendedora em parceria com a organização INK, e financiado pela Fundação Rockefeller.

Como sabemos, uma produção rápida e barata dificilmente consegue ser ética. Isso significa que existem muitos trabalhadores que se veem obrigados a ter jornadas de trabalho excessivas, com condições de trabalho análogas ao escravo e com uma produção que utiliza químicos pesados e gera quantidades exorbitantes de resíduos.

É por isto que projetos sociais como o Programa Tecendo Sonhos são tão importantes. Face a esta triste realidade, eles são um sopro de novas energias, com um olhar de renovação para o tradicional “mecanismo de fazer moda”. Sua atuação planta sementes de esperança e nos mostra que é possível fazer diferente, incluindo, de forma digna, todos os participantes dessa cadeia.

As ações do Programa buscam integrar micro e pequenos empreendedores da cadeia têxtil, organizações sociais que trabalham com migração, governo, redes como a COETRAE (Comissão Estadual de Combate ao Trabalho Escravo), OIT (Organização Internacional do Trabalho), Secretaria Estadual da Justiça, pesquisadores e tecnologias que transformem as relações de sua cadeia e o consumo responsável.

Sobre o Programa Tecendo Sonhos

O Tecendo Sonhos foi criado em 2014 a partir do projeto Uma Mensagem para a Liberdade. Desde então, tem apoiado microempreendedores, donos de oficinas de costura ou que queiram abrir seu negócio. Por meio de uma rede de atuação que conta com parceiros e organizações estratégicas, o programa busca levar acesso a conhecimentos específicos para os imigrantes desenvolverem seus negócios, além de disseminar informações importantes para a causa e incentivar o desenvolvimento de políticas públicas que promovam as relações dignas de trabalho na cadeia têxtil.

Em 4 anos de existência, o programa já apoiou 266 empreendedores. Foram 114 Oficinas de costura e 46 imigrantes apoiados para abrirem novos negócios: 92% Bolivianos, 7% Chilenos e 1% Brasileiros, sendo que destes, 43% são mulheres e 57% homens.

Recentemente, o programa lançou a campanha #DoeTecendoSonhos, uma campanha de doação via pessoa física. Com essa ajuda, eles podem alcançar e transformar as histórias de imigrantes latino americanos por meio do empreendedorismo, trazendo qualidade de vida para suas famílias e comunidades!

Acesse o site para conferir mais informações sobre o Tecendo Sonhos, acessar aos materiais de apoio (gratuitos) e conferir as maneiras de participar da campanha!

 

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux