Saiba se você é alérgico ao glúten ou lactose

Quando comemos algo que o corpo reconhece como veneno é tudo ou nada. Vida ou morte. E começa a luta pela sobrevivência. Nossos sistemas de limpeza roubam toda a atenção (flatulências, mal-estar e alergias seguidas de preguiças exaustivas de cansaço mental e físico) até a “guerra” acabar e nada mais acontece em termos de crescimento e regeneração das células. O que falta é simplesmente energia. Ou seja, o corpo faz o que pode para entrar em equilíbrio, entra em “guerra química”. A alergia é uma das estratégias de sobrevivência.

Quais são os sintomas das alergias?

 Caneca Porcelana Receitas

Caneca Porcelana Receitas

Comprar

A alergia incha o corpo e causa dores diversas, enxaqueca, gases, refluxos, cólicas, diarreia, prisão de ventre, rinite, asma, coceira nos olhos, caspa, perda de cabelo, perda de tônus muscular, falta de energia, cansaço, torcicolo, dores na sola do pé e dores lombares. Quando acumulamos líquido, estamos possivelmente reagindo aos produtos que contêm glúten ou lactose.

GLÚTEN – Observe o seu pescoço. Olhe o papo que junta o queixo com os ombros. Se parece uma coisa só, o problema está no glúten. Se sente tensões musculares no lado direito do corpo, você reage mal à absorção de cereais e glúten. Se o seu ombro direito está mais alto que o esquerdo, se você tem a pele entre o indicador e polegar da mão direita inchada, você definitivamente reage mal, neste momento, ao pão que comeu de manhã.

LACTOSE – Se você vê bochechas duplas caindo na direção do pescoço, ou um colarinho escurecido na altura da garganta, embaixo da traqueia (um colarinho duplo, por assim dizer), se tem tensões musculares no lado esquerdo do corpo, então a alergia está relacionada ao leite. Se o seu ombro esquerdo está mais alto que o direito, se você tem a pele entre o indicador e polegar da mão esquerda inchada, você definitivamente reage mal, neste momento, ao copo de leite ou ao chocolate com leite que bebeu de manhã.

O corpo se contorce de um determinado lado por causa de uma reação alérgica no intestino direito ou esquerdo. Cólicas fortes, dores de barriga ou TPM são as consequências; pois o corpo está lutando para assimilar um componente, um substrato químico nos alimentos. É a própria alergia, porém, que bloqueia a absorção do alimento. Você entra em um círculo vicioso de subnutrição – uma “fissura” – e não sai mais. Tem a sensação de que só o alimento que tem o gosto do agente de alergia dá “gosto bom”. O corpo pede mais e mais daquela substância porque não consegue absorvê-la, e você incha, e sofre de alergias e dores. São múltiplas as inflamações pelo corpo que causam as dores musculares. Que deformam a postura, seja dos ombros, da coluna cervical, da mandíbula, ou dos pés e pernas. Todas essas dores se originam no quadril, exatamente onde a barriga dói. De lá, se alastra pelo corpo, em difusão de contração muscular até se tornar crônica. Os cereais ou leite e derivados são a base alérgica.

Pare de comer cereais, leite e derivados! Em três dias, notamos a diferença e em duas a três semanas o inchaço desaparecerá. Após 3 a 5 dias sem trigo ou leite, coma um pão ou tome um copo de leite. Se tiver qualquer sintoma alérgico, você saberá onde está o problema!

Mais uma pequena informação: Se a base de todas as alergias está no leite ou no trigo, acreditar em informação sobre a “boa” alimentação fica difícil. Hoje tudo tem isso dentro. O resto do que pode provocar alergia chamamos de vetores. Eles se adicionam acima dessa base. O homem anda sobre duas pernas. Se cortar uma das pernas – ou cereal ou leite – todos os vetores desabam. Isso resulta em controle sobre a alergia – sem remédios.

Peter Meireles Picolin é cinesiólogo esportivo, diplomado em Saúde e Movimento pela Vitak em Viena (Áustria) e diretor executivo da The Academy, a escola mais antiga de Fitness da Europa.

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux