Uýra Sodoma

Salve, Glorioses. Navegando pelas redes, dia desses, uma imagem muito forme me chamou à atenção: Uýra Sodoma. Como junho é o mês do Orgulho LGBTQ, foi um presente conhecer uma drag queen que representa essa bandeira com muita autenticidade e é uma voz ativa pelas florestas.

Quem dá vida à Uýra é Emerson Munduruku, da mesma etnia de Beka e Alessandra, duas lideranças que já tiveram suas histórias contadas aqui na Quarta Gloriosa.

Emerson nasceu em uma pequena comunidade na zona rural de Santarém, no Pará, mas mudou-se para o Amazonas aos 6 anos e vive em Manaus desde então. Tendo se formado em biologia, por querer entender mais sobre a floresta, também fez mestrado em Ecologia pelo Inpa (Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia). Mas fazer ciência entre quatro paredes não era o suficiente; ele queria estar com as pessoas, compartilhando essa sabedoria. Assim, se formou arte-educador pela Fundação Amazônia Sustentável.

Filho de família humilde, Emerson sempre pontua que pôde estudar graças ao sistema público e esta foi uma das primeiras causas que lhe chamaram para a luta: compartilhar seu conhecimento, engajando as comunidades ribeirinhas, fundamentais na preservação da floresta.

Emerson tinha 26 anos quando a drag Uýra começou a tomar forma. Ele havia sofrido uma agressão na rua por estar usando maquiagem e foi exatamente essa situação que lançou a fagulha para que Emerson usasse seus processos criativos, unindo o seu conhecimento como biólogo e sua verve artística, criando a personagem Uýra Sodoma – a mensageira de suas causas e ensinamentos, levando, assim, a drag para o mundo da arte-educação.

Folhas, raízes, sementes e tudo o que se encontra na natureza, compõe a caracterização que leva até duas horas para ser feita. Depois das apresentações, devolve tudo para a terra, para que se decomponham. Uyra é conhecida como “A Árvore que Anda”, nome que inclusive veio a ser o de sua primeira exposição, em setembro DE 2019, na Galeria de Artes Visuais do Largo São Sebastião, Manaus.

É no corpo de Emerson que Uyra viaja pelas comunidades ribeirinhas atraindo adultos e crianças pelo encanto e às vezes pelo medo, como ele mesmo conta. Suas apresentações são sempre em praça pública, para que todos se aproximem e possam interagir, possam perceber que a arte é a força de expressão mais potente, pois não depende de idioma para comunicar uma ideia.  Ao utilizar  a floresta como inspiração, ressignificando raízes, sementes e folhagens, ensina, principalmente aos jovens, a importância de sua preservação.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Acompanhe o trabalho de Emerson Munduruku no Instagram oficial!

Um beijo e até a próxima Quarta Gloriosa!

Não existe comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WordPress Appliance - Powered by TurnKey Linux